Meta4 aumenta número de clientes

O fornecedor de software de gestão ampliou a sua base de clientes no mercado ibérico, mas também reforçou o seu negócio em África.

A Meta4 anunciou o cresciemnto dos seu número de clientes na Península Ibérica e em África: Securitas Direct, Primark, Soldene, Polisport, Baxter e Banco Sol, são alguns dos novos clientes. Segundo um comunicado, são empresas que adoptaram o modelo de licenças, ou modelo de BPO, no qual a Meta 4 lhes presta serviços de gestão salarial sobre as suas plataformas de RH.
A Securitas Direct (Portugal e Espanha) está a adoptar o modelo de BPO da Meta4 para gestão de salários procurando gerir o pagamentos a mais de 4500 colaboradores. Além deste modelo de BPO local, a Meta4 assegura ainda um modelo mais vasto de soluções de gestão global de RH para os 10 países da Securitas Direct.
No caso das lojas Primark, a cadeia com mais de 800 colaboradores escolheu a Meta4 e as suas soluções para toda a gestão salarial em Portugal. “A diversificação e multi-dimensão dos nossos clientes atestam a capacidade de abarcar as diversas realidades das empresas, assim como proporciona várias opções de gestão de recursos humanos, disponibilizadas pelas várias linhas de negócio como o BPO ou SaaS com as soluções da Meta4.”, afirma director-geral da Metam4, Eduardo Quero.

Além destes projetos, a Meta 4 alargou também o seu portefólio de clientes com a Soldene, empresa de serviços com 3500 empregados, a Polisport, empresa industrial do norte com 300 empregados e a Baxter, farmacêutica que emprega cerca de 100 empregados em Portugal e Banco Popular, anuncia um comunicado. “Estas referências constituem também as novas referências na linha tradicional de clientes que optam pelo modelo de licenciamento in-house com as soluções de gestão de R.H. da Meta4”, avança. Também no continente africano, em Angola, o Banco Sol reforçou a sua confiança na Meta4.
“Temos boas perspectivas para este ano. Para além destes modelos, a nossa estratégia de lançamento do plano orientado às PME (P4P- Plano Meta4 PME) vai permitir endereçar o nosso software a este segmento de mercado e está já a revelar-se bastante positivo”, assegura Eduardo Quero.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado