Maioria dos CIOs na direcção mas com reduzida influência no negócio

Menos de 10% pode definir a sua própria agenda.

A maioria dos CIOs estão agora na administração das empresas, mas eles têm pouca influência sobre as estratégias de negócio, segundo um recente estudo.
O trabalho, realizado pela Bull Information Systems, descobriu que 79% dos CIOs têm agora um lugar à mesa da administração e quase todos (93%) reportam directamente ao CEO.
Mas o estudo a 150 CIOs revelou que apesar do seu recém-descoberto estatuto, a maioria ainda luta para ter qualquer influência real sobre a orientação estratégica das empresas para que trabalham, com menos de 10% a dizer que tem liberdade para definir a sua própria agenda no seu actual emprego.
“Na nossa experiência, muitos CIOs lutam quando se trata de apresentar um plano de negócios que possa ganhar a atenção dos outros membros do conselho, incluindo o CEO e o diretor financeiro”, refere Andrew Carr (na foto), director de vendas e de marketing da Bull Information Systems.
Segundo ele, “se os CIOs querem ser ouvidos pela administração e terem uma influência real na estratégia de negócios, precisam de mudar as suas mentalidades e concentrarem-se no desenvolvimento de planos com benefícios reais, incluindo em métodos para reduzir custos e trazer um retorno rápido do investimento”.
O potencial é claro, como o prova o estudo da Bull em que 69% dos CIOs disse que as TIs eram vistas como um motor da inovação no seu negócio – tornando a sua incapacidade para passar a mensagem correctamente ao nível da administração ainda mais frustrante.
Um outro estudo recente da Gartner a 220 CEOs em organizações em todo o mundo também destacou a desconexão entre o CIO e o resto da direcção, mostrando que o estereótipo do responsável de TI demasiado preocupado apenas com questões técnicas para poder ser um líder eficaz no negócio ainda persiste.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado