Critical Manufacturing factura perto de 4,1 milhões

A empresa do grupo Critical cresceu 56% face a 2010.

A Critical Manufacturing registou um aumento de 56% no seu volume de negócios, quando comparado com 2010, tendo atingido 4,1 milhões de euros durante 2011. A unidade de serviços, centrada no fornecimento de serviços especializados, aumentou as suas vendas em 17, segudno um comunicado.
De acordo com a empresa, os novos projectos “com os clientes actuais e novos clientes formaram a base para este desempenho operacional positivo”. O produto de referência cmNavigo, diz o comunicado, foi implantado por dez novos clientes, vários com múltiplas unidades fabris, na Alemanha, Rússia, Estados Unidos, China e Taiwan.
“Estas vendas foram atingidas em ambientes industriais avançados, essencialmente nos segmentos de semicondutores, fotovoltaico, de electrónica e de dispositivos médicos”, escalarece o documento.
De acordo com a organização, durante 2011 foram feitos vários investimentos, cujos resultados se tornarão apenas visíveis a partir de 2012. “Geograficamente, a Critical Manufacturing criou uma nova subsidiária na Alemanha e aumentou a equipa na subsidiária chinesa. Adicionalmente, a empresa investiu em mais elementos nos escritórios que detém nos Estados Unidos e Taiwan”,  explica o comunicado.
“Antecipamos um crescimento continuado em 2012, à medida que expandimos a visibilidade do nosso produto, avançamos nas nossas soluções e nos empenhamos para providenciar o melhor nível de serviço aos nossos clientes”, refere Francisco Almada-Lobo, CEO da Critical Manufacturing..
Em linha com este aumento, os rácios EBITDA/vendas e resultados líquidos/vendas cresceram para 47 e 27% respectivamente.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado