Critical desenvolve solução para a Dassault Systèmes

A empresa portuguesa será responsável pela ferramenta de análise e avaliação de resultados dinâmicos (SPA-Signal Processing for Abaqus). O produto poderá representar um volume de negócios de 1,5 milhões de euros.

A Critical Materials anunciou a sua participação no programa de parceria de desenvolvimento de produtos e soluções tecnológicas da Dassault Systèmes.  Assim, a empresa portuguesa será responsável pela ferramenta de análise e avaliação de resultados dinâmicos (SPA – Signal Processing for Abaqus).
A Critical estima um volume de negócios de 1,5 milhões de euros associado a este produto nos próximos três anos. O programa da Dassault tem como objectivo incluir soluções multifuncionais no portefólio de produtos de análise avançada e suporte à engenharia.
A solução desenvolvida pela organização portuguesa permitirá, segundo comunicado, o tratamento de informação gerada por modelos acelerando a produção de informação para problemas de engenharia complexos.  Suportará igualmente a integração das soluções por si desenvolvidas nas plataformas e produtos Simulia.
“A nossa participação é ancorada no produto de análise avançada e processamento de informação dinâmica, com tecnologia proprietária Spatm, completamente integrada na plataforma Abaqus, da Dassault Systèmes-Simulia. Esta integração permitirá aos seus utilizadores aumentar a eficiência no tratamento de dados dinâmicos, sem prejuízo da interactividade com o modelo analisado, e reduzir custos associados a licenças de software de análise numérica externos à plataforma Abaqus”, afirma Paulo Antunes, director de desenvolvimento do produto SPA. Segundo o responsável, novos produtos e a evolução da solução actual estão neste momento a ser equacionados, gerando boas perspectivas para este programa de parceria tecnológica.
“O novo produto de análise (SPA) é uma especialização das competências desenvolvidas no contexto do desenvolvimento de soluções de avaliação da condição estrutural para os sectores aeronáutico e energia, quer em novos programas quer no recondicionamento de sistemas em serviço”, diz no comunicado.
De acordo com a Critical, o SPA está em fase inicial de comercialização e foi integralmente desenvolvido em Portugal.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado