34% das PME não tem práticas de mobilidade seguras

Um estudo realizado pela PricewaterhouseCoopers confirma que a segurança em mobilidade ainda é uma tarefa pendente para as empresas, especialmente as menores.

Embora haja uma elevada penetração do uso de dispositivos móveis em empresas, é surpreendente que 34% das PME não tenham implantado precauções de segurança para isso – de acordo com a PricewaterhouseCoopers.  Em grandes empresas essa falta de acção só ocorre em 13%, segundo um estudo da consultora.
As empresas sabem que permitir o uso de dispositivos pessoais pode aumentar a produtividade, mas isso também levanta questões importantes de segurança. É importante ter sistemas de gestão que permitam o controlo sobre os dispositivos e seu acesso aos sistemas, assim como treinar funcionários sobre as práticas de uso. No entanto, até agora isso não parece ser generalizado.
Perto de 75% das grandes empresas já aceitam o uso de telemóveis e tablets, assim como e 61% das PME. No entanto, dados de um estudo publicado pela PricewaterhouseCoopers que um grande número de empresas, especialmente as PME, têm grandes lacunas em matéria de segurança.
O mais preocupante é que 34% das últimas não têm qualquer cuidado ao permitir o uso de dispositivos móveis. Assim, nessas pequenas e médias empresas, os trabalhadores podem usar os seus dispositivos para aceder às redes corporativas e seus conteúdos, sem um plano de segurança. Mesmo no caso das grandes, 13% é ainda é um número significativo porque é uma lacuna grave.
A consequência dessa falta de consciencialização nas empresas é que a grande maioria teve os seus dados comprometidos. Na verdade, 82% das grandes empresas sofreu um problema de segurança causado directamente por um dos seus funcionários. Em muitos casos, isso poderia ter sido evitado se houvesse um plano de segurança e formação adequada.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado