Ofertas de trabalho escondem 25% das fraudes online em Espanha

Normalmente, as condições oferecidas são melhores do que a média, para atrair mais facilmente a atenção de quem procura emprego através da Internet.

Estudos da Adecco e da Infoempleo indicam que 80% da busca se realiza sobretudo através da Internet, em Espanha. E de acordo com dados do Instituto Nacional de Tecnologías de la Comunicación (Inteco) espanhol, 25% das fraudes online baseiam-se em ofertas falsas de emprego.
A Internet tornou-se numa das plataformas mais usadas para encontrar trabalho no país vizinho. Numa crise como a actual, as possibilidades de comunicação e o imediatismo da rede tornaram-na uma ferramenta ideal de busca. Além disso, cada vez mais empresas oferecem empregos através do seu site.
O interesse dos utilizadores do meio  também chamou a atenção dos cibercriminosos. São detectados cada vez mais anúncios fraudulentos.
Entre os golpes identificados, verificou-se que em muitos casos, as condições oferecidas excedem a média como uma forma de atrair a atenção de potenciais interessados. Depois de estes estabelecerem contacto, os criminosos pedem dinheiro para prosseguir o suposto processo de selecção. Ou então solicitam dados privados, para posteriores roubos de identidade.
A recomendação mais plausível para evitar cair em golpes deste tipo é limitar a procura de emprego a sites de confiança. O fornecimento de informações pessoais também não deve ser feito de forma indiscriminada.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado