API do Bing vai deixar de ser gratuita

A Microsoft vai cobrar aos programadores e fornecedores de aplicações, uma taxa mensal pela utilização da API do seu motor de busca. Tal como a Google faz com a sua plataforma.

A Microsoft anunciou que vai começar a cobrar uma taxa mínima mensal de 40 dólares pela utilização da API (Application Programming Interface) do seu motor de busca Bing. O valor será cobrado através do Azure Windows Marketplace onde a API será alojada.
Todos os utilizadores da API deverão migrar para o regime de pagamento por utilização dentro de alguns meses, segundo o fabricante. A API do Bing API permite aos programadores e fornecedores de aplicações incorporarem nas mesmas, os resultados do motor de busca.
A Microsoft promete que a mudança vai permitir oferecer-lhes “resultados mais actualizados, com relevância maior e mais oportunidades para rentabilizar a utilização da API de busca”. A mudança implicará “um novo terminal de API, mudanças moderadas  nos esquemas de pedidos e respostas, e um novo requisito de segurança,” explica a Microsoft.
A quota de Mercado do Bing no mercado de busca ronda os 15% de acordo com a comScore. A Google, cujo motor concentra perto de 66% de todas as consultas, já cobra aos programadores e fornecedores com aplicações que executam mais de 100 buscas por dia.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado