Solopower adopta solução da Critical Manufacturing

A empresa norte-americana produtora de células fotovoltaicas está a instalar o software de gestão fabril cmNavigo em duas unidades de fabrico.

A Critical Manufacturing anunciou que o seu sistema de software de gestão fabril (MES – Manufacturing Execution Systems), o cmNavigo, foi seleccionado pela Solopower. A solução está a ser implantada, nas unidades de San José, (California) e em Portland (Oregon), do fabricante de células fotovoltaicas.
“O cmNavigo está a suportar o desenvolvimento tecnológico e a automação necessários à redução de custos, aumento de eficiência e de qualidade”, explica Augusto Vilarinho, gestor de desenvolvimento de negócio da Critical Manufacturing. “A Solopower tem um calendário exigente, e um ambiente industrial de elevada complexidade e volume de dados, sendo propícia à aplicação de diversos elementos do portefólio do cmNavigo, que permitirá, entre outros aspectos, a  minimização do número de aplicações de software para suporte e gestão da produção”, acrescenta.
“Era claro para nós que a produção de informação através de colecção de dados automática, de relatórios avançados e da garantia de aplicação de processos e protocolos era um requisito primordial da transferência tecnológica para produção.” afirma Ayush Jain, Director de IT da Solopower.
A unidade de produção de Portland terá uma capacidade de 400MW e empregará 450 pessoas.
A Solopower utiliza uma tecnologia proprietária para produzir, a baixo custo, células fotovoltaicas baseadas em CIGS (Cobre-Índio-Gálio-Selênio), um material semicondutor.
De acordo com um comunicado, a empresa detém o recorde de eficiência para módulos flexíveis CIGS de 13,4%, medido pelo Laboratório Nacional de Energias Renováveis Americano (NREL).
O cmNavigo é uma solução de gestão de produção, desenhada e desenvolvida de raíz com base em tecnologias Microsoft. Um conjunto alargado de funcionalidades integradas, permite  a visibilidade e o controlo sobre das unidades fabris. O sistema abrange as necessidades de vários tipos de ambientes industriais, desde unidades de Investigação e Desenvolvimento fabril, até produção de volume em larga escala, explica o comunicado.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado