Microsoft inicia contagem para fim do Windows XP

Sistema operativo deixará de ser suportado em 2014, quando completar 12 anos de vida.

A Microsoft iniciou a contagem decrescente para o fim do Windows XP, o sistema operativo (SO) com a vida mais longa na história da empresa.
Tanto o SO como o Office 2003 vão deixar de ter suporte daqui a dois anos, a 8 de Abril de 2014, segundo Stella Chernyak, directora de marketing da empresa. Mesmo as actualizações de segurança deixarão de ser desenvolvidas para ambos os produtos.
“O Windows XP e o Office 2003 foram grandes lançamentos na altura, mas desde então a tecnologia avançou”, afirmou num blogue oficial da empresa.
Se for descontinuado naquela data, o SO da Microsoft terá sobrevivido 12 anos e 5 meses – ou dois anos e meio mais do que o Windows NT, o detentor do antigo recorde.
Esta não é a primeira vez que a empresa de Redmond sugere aos seus utilizadores que abandonem a antiga versão e adoptem uma nova. Em Junho do ano passado, foi categórica ao afirmar que tinha chegado a hora de “seguir em frente” e, alguns meses antes, a equipa do Internet Explorer disse o mesmo para explicar porque a nova versão do browser não seria compatível com o XP.

Quota em queda
Nos últimos 12 meses o Windows XP perdeu quase 10% de quota de mercado, segundo a Net Applications. Se o declínio continuar ao mesmo ritmo, o que é improvável, mesmo assim estará em 17,1% dos computadores quando for descontinuado.
“Na nossa última análise, em Outubro de 2011, os entrevistados disseram que 96% dos seus PCs terão migrado do XP quando o suporte terminar”, afirmou Michael Silver, da consultora Gartner. “No entanto, 16,5% das organizações estimaram que mais de 5% dos seus utilizadores ainda o estarão a utilizar”.
Não é surpresa o conselho da Microsoft para que as empresas e utilizadores adoptem rapidamente o Windows 7 em vez de esperar pelo Windows 8, esperado para Outubro deste ano.
“Não recomendamos esperar”, disse Chernyak. “Não só é importante para as empresas completarem a migração antes do fim do suporte, como a actualização para Windows 7 e Office 2010 as vão ajudar a melhorar o seu desempenho enquanto preparam a estrutura para os modelos futuros”.
No site oficial, a empresa também é contundente. “Se a sua organização ainda não começou a migração para um PC moderno, está atrasada”, diz, lembrando que o processo precisa de 18 a 32 meses para ser terminado.
(Computerworld/IDG Now!)




Deixe um comentário

O seu email não será publicado