Redes inteligentes vão transformar o papel do CIO

Dotar as redes empresariais com sistemas inteligentes é cada vez mais importante para suportar o número de dispositivos móveis usados em contexto de negócio, segundo a Ovum.

Num  estudo recente, a Ovum revela como a dinâmica do ambiente de redes inteligentes pode ajudar os CIO a assumirem um novo papel. Segundo a consultora, as mesmas deverão ajudá-los a enfrentarem os desafios para disponibilizarem recursos de TI de forma eficiente num mundo onde o acesso e conteúdo está cada vez mais “democratizado”.
Só em relação aos smartphones, a Ovum estima que até 2015 haverá mais de 600 milhões desses dispositivos móveis. As redes inteligentes vão transformar o papel do CIO, diz a consultora.
“Nas empresas de hoje, o CIO está sob pressão para fazer mais, com menos do que nunca, tanto sobre o negócio e como em relação aos utilizadores, e a evolução tecnológica só vai aumentar a pressão “, diz David Molony, analista sénior da Ovum e autor do estudo. Um número crescente de dispositivos e fontes, resulta em redes sobrecarregadas.
Quando o mundo dos objectos interligados chegar e estes se transformarem em nós de comunicação, a rede da empresa terá um papel ainda mais crítico. “Provisionar novas capacidades para satisfazer uma procura suplementar é apenas a primeira tarefa do CIO actual”, considera Molony.
“O impacto do fenómeno BYOD também está levar a novas pressões sobre os custos e a segurança.” A rede inteligente pode responder a estes desafios.
Deve ser capaz de gerir o tráfego de forma eficiente e dar ao CIO uma ampla gama de ferramentas de gestão de custos, pagamentos e cobranças. Além disso, promoverá o consumo e a distribuição a pedido  e permitirá antecipar necessidades futuras.
“Com as redes inteligentes, as TI tornar-se-ão  mais descentralizadas permitindo que o CIO se concentre na inovação, e no alinhamento dos recursos de TI com as necessidades de negócio e dos utilizadores para um nível mais elevado”, conclui Molony.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado