Ex-líder dos LulzSec, e informador do FBI, derruba grupo de hackers

Autoridades confirmam várias prisões pelo FBI. Departamento de Justiça dos EUA deve fornecer mais detalhes ainda hoje.

Vários membros dos grupos LulzSec e Anonymous foram presos hoje com base em informações alegadamente fornecidas por Sabu, líder dos LulzSec que foi secretamente preso no ano passado.
Sabu, principal porta-voz dos LulzSec, e que foi identificado hoje pela FoxNews como sendo Hector Xavier Monsegur, tem vindo a trabalhar como informador do FBI desde a sua prisão. [Em Julho passado, um português chegou a ser acusado de ser Sabu, e ainda parecem subsistir dúvidas sobre o mesmo.]
Nos detidos de hoje inclui-se um membro do grupo de hackers AntiSec, que se acredita ser responsável pela intrusão maciça na empresa de segurança Stratfor em Dezembro passado.
As autoridades em Nova Iorque confirmaram as detenções e disseram que seis pessoas, “membros principais” dos grupos Anonymous, LulzSec e Antisec, foram presas em locais nos EUA e no exterior.
O Departamento de Justiça dos EUA tem agendada uma conferência de imprensa para revelar mais detalhes sobre as prisões.
Segundo a FoxNews, o FBI prendeu dois homens na Grã-Bretanha, dois na Irlanda [embora a polícia irlandesa apenas confirme um, a acusação do FBI revela dois] e um em Chicago (EUA).
Uma lista com as acusações deve também ser hoje entregue num tribunal em Nova Iorque, diz a FoxNews. Esta descreve Monsegur como um desempregado de 28 anos, pai de duas crianças que aparentemente coordenou milhares de hackers em todo o mundo a partir de uma habitação social em Nova Iorque.
Monsegur, que foi preso pelo FBI no ano passado, declarou-se culpado de várias acusações relacionadas com as suas actividades de hacking e, desde então, tem sido uma testemunha cooperante, de acordo com a Fox.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado