Cinco tendências para os smartphones

Principais características dos equipamentos anunciados no Mobile World Congress são “maior”, “mais rápido” ou “mais barato”.

Grandes fabricantes de smartphones como a High Tech Computer (HTC) e a LG Electronics estão a tentar dar a volta por cima após tempos difíceis, e esperam conseguir isso colocando processadores quad-core e grandes ecrãs de alta definição em produtos que foram mostrados durante o Mobile World Congress (MWC), a feira de telecomunicações que decorre entre os 27 de Fevereiro e 1 de Março, em Barcelona.
Entre as principais tendências do hardware reveladas, contam-se estas cinco:
Processadores quad-core
Se quer competir entre os smartphones Android topo de gama em 2012, um processador quad-core é essencial. Durante o MWC, a LG anunciou o Optimus 4X HD, a HTC o One X e a ZTE o Era. Todos têm um processador Nvidia Tegra 3.
A Huawei Tecnologies desenvolveu o seu próprio processador quad-core, o K3V2, para uso nos seus aparelhos Ascend D Quad e Ascend D Quad XL que, espera a empresa, a ajudará a competir no mercado “high-end”.
Embora o uso destes processadores resulte num melhor desempenho em tarefas que exigem alto desempenho como jogos em 3D, o poder extra nem sempre é necessário, pelo que os novos chips têm modos de baixo consumo para aumentar a autonomia da bateria. O processador Tegra 3, por exemplo, tem além dos seus quatro núcleos um quinto processador auxiliar de baixo consumo, que é usado para dar conta de tarefas como as chamadas, e-mail e reprodução de músicas, segundo disse a LG.
Grandes ecrãs com alta definição
Além de um processador poderoso, um ecrã grande é outro item que parece essencial entre os novos modelos. O LG Optimus 4X HD e o HTC One X têm ecrãs de 4,7 polegadas com resolução de 1280×720 pixels. É a mesma resolução adoptada pela Huawei no Ascend D Quad e no Ascend D Quad XL, embora usem ecrãs um pouco menores, de 4,5 polegadas.
Um número cada vez maior de fabricantes está fazendo experiências para determinar se há entre os consumidores interesse por produtos com ecrãs ainda maiores. A LG está a demonstrar na feira o Optimus Vu, um misto de smartphone e tablet com um ecrã 4:3 de 5 polegadas (como o Samsung Galaxy Note).
NFC
Para que a tecnologia de pagamentos móveis via NFC (Near Field Communications, ou comunicações por proximidade) se torne um sucesso, os consumidores terão de poder escolher entre um grande número de smartphones compatíveis, e eles estão lentamente a chegar ao mercado. No MWC, a Acer, Huawei, LG, Nokia, Orange, Samsung e ZTE anunciaram aparelhos equipados com a tecnologia NFC.
A disponibilidade de aparelhos irá incentivar o uso de aplicações, primeiro coisas mais simples como publicidades e cupões de desconto, e mais tarde sistemas de pagamento, diz Sandy Shen, gestora de pesquisa na Gartner. O maior problema para os pagamentos por NFC é mudar o comportamento do utilizador, o que normalmente demora muito mais do que a implantação de uma infraestrutura ou dos aparelhos, diz Shen.
LTE (4G)
Assim como o NFC, smartphones com LTE estão a tornar-se muito mais comuns. Novos produtos incluem dois aparelhos da ZTE, o N910 e o PF200, e dois da LG, o Optimus Vu e o Optimus LTE Tag. O objetivo da LG é ter a maior variedade de aparelhos LTE em toda a indústria em 2012, disse um representante da empresa.
Entretanto, o LTE não é sequer uma opção em alguns smartphones por causa do processador usado. Por exemplo, smartphones baseados no processador Nvidia Tegra 3 não terão suporte a LTE de início. Em resultado disso, a versão norte-americana do HTC One X vai usar um processador dual-core da Qualcomm, que suporta LTE, em vez do Tegra 3 quad-core. Mas a NVidia anunciou parcerias com fabricantes de modems, como a GCT Semiconductor e a Renesas Mobile, para alterar isto.
Embora o LTE tenha se tornado um recurso “essencial” nos EUA, não é tão importante noutras regiões devido à ausência de redes com esta norma. Na Europa, por exemplo, há poucos fabricantes interessados em lançamentos nos poucos mercados onde o serviço comercial está disponível. A LG diz que irá lançar smartphones com LTE na Europa “durante 2012”. No Brasil, não há redes LTE (e portanto aparelhos LTE) em operação.
Smartphones baratos
Embora os smartphones mais caros chamem a atenção, há uma grande batalha pela atenção dos consumidores que não querem, ou não podem, ter um aparelho com um processador quad-core e um ecrã de 4,7 polegadas.
No MWC, a Nokia anunciou o Lumia 610, um smartphone com o sistema operativo Windows Phone que irá custar cerca de 250 dólares (sem subsidiação) e estará disponível no segundo trimestre. A Nokia terá de competir com a ZTE e o seu Orbit, que será outra opçãode baixo custo para os consumidores que querem um Windows Phone.
A Intel também está de olho neste mercado, e anunciou uma versão de baixo custo do seu processador Medfield para smartphones, o Z2000. O chip funciona a 1 GHz, e os primeiros aparelhos nele baseados devem chegar ao mercado no início de 2013 com um preço estimado em 150 dólares sem subsidiação, segundo Paul Otellini, CEO da Intel.
(IDG News Service/IDG Now!)




Deixe um comentário

O seu email não será publicado