Google “à conquista” da sala de estar

A empresa está a desenvolver equipamentos de som e partilha de música para entrar no segmento do entretenimento doméstico, avança o Wall Street Journal.

A Google está a planear entrar no segmento da electrónica de entretenimento com uma marca própria, segundo o Wall Street Journal. O modelo será suportado em aparelhos de som com capacidade de comunicar, e partilhar música, sem necessidade de fios.
Citando fontes anónimas, o jornal especifica  que os dispositivos poderão partilhar também outros conteúdos. O sistema de entretenimento doméstico poderá fazer a sua estreia ainda este ano, será um concorrente do Dropbox e dá pelo nome de Drive.
Virá preparado para suportar o download de conteúdos digitais e o fluxo para outros dispositivos alti-falantes, concebidos pela Google ou por outros fornecedores. O produto é uma criação da equipa de desenvolvimento do Android, diz o jornal.
A Google gere um serviço de música online chamado Google Music, o qual inclui a comercialização de músicas e álbuns, estando integrado com a rede social Google+. O serviço permite aos utilizadores armazenar músicas e reproduzi-las.
Além disso, é compatível tanto com dispositivos Android e como Apple iOS.
Chrome mais interventivo na segurança
Um dia depois do lançamento do Chrome para dispositivos Android, a Google lançou a actualização da versão do navegador para PC: agora é suposto o browser carregar as páginas com maior velocidade e proporcionar um rastreio de ficheiros nos downloads.
Em operações de segundo plano, a  nova versão faz uma “pré-renderização” dos sites, enquanto os utilizadores digitam o endereço. A Google diz que por vezes as páginas surgem instantaneamente.
Além disso, o browser vai controlar melhor os ficheiros descarregados pelos utilizadores, mediante a consulta de um cadastro de ficheiros, e de outras fontes. Caso considere haver risco, emitirá um alerta.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado