Parlamento Europeu aprova reforço da ENISA

A autoridade de europeia de cibersegurança terá como uma das suas principais prioridades a criação de uma CERT, de abrangência europeia.

O parlamento europeu aprovou com 523 votos a favor, o reforço do papel da European Network and Information Security Agency (ENISA) como autoridade de cibersegurança na União Europeia. O actual mandato da organização terminava  em Setembro sde 2013, mas foi prorrogá-lo até 2020.
O novo acordo exigirá que a ENISA ajude a criar uma Computer Emergency Response Team, a “CERT UE”, para lidar com ciberataques contra a instituições da União Europeia. A equipa  de intervenção deverá prestar apoio aos estados membros em situações de incidentes, ataques ou colapsos de redes.
Parte do papel da ENISA será ajudar os privados interessados no desenvolvimento das suas capacidades e preparação para prevenir, detectar e responder a problemas de rede e incidentes  na segurança das informações.
“Os ataques da Internet são cada vez mais uma ameaça para a nossa Internet bem-estar, sendo utilizado como um novo instrumento para o rompimento das relações políticas e económicas, a espionagem e os ataques  instigados por grupos terroristas ou governos estrangeiros. Não deve ser deixada aos militares ou apenas para tratados inter-estatais – como se fosse apenas mais uma arena na qual se exerce os poderes nacionais” – explicou na apresentação da proposta, a comissária para a Agenda Digital, Neelie Kroes.
A




Deixe um comentário

O seu email não será publicado