RIM muda de CEO

Thorsten Heins é o novo CEO do fabricante dos BlackBerry, mas Mike Lazaridis e Jin Balsille, mantêm-se no conselho de administração.

Os co-CEO da Research in Motion, Mike Lazaridis e Jim Balsillie foram substituídos no cargo por Thorsten Heins, num âmbito de um plano de reestruturação e de sucessão. O ex-COO da empresa assume o cargo depois um período tumultuoso na organização, sujeita a intensa concorrência, em que teve de lidar com uma quebra importante nos seus serviços.
Thorsten Heins será também presidente e tem em mãos a execução de um plano de sucessão previamente submetido ao conselho de administração por Lazaridis e Balsille, revelou a RIM em comunicado. Lazaridis e Balsillie também deixaram os seus cargos como chairman, sendo substituídos por Barbara Stymiest.
O primeiro, fundador da empresa, tornar-se-á vice-presidente, e Balsillie continuará a ser um membro do conselho de administração. O fundador vai presidir um recém-criado comité de inovação. Deverá trabalhar em estreita colaboração com o novo CEO oferecendo consultoria estratégica, e procurando proporcionar uma transição suave, avança a RIM.
Heins veio da Siemens Communications, em Dezembro de 2007 para o cargo de vice-presidente sénior de engenharia de hardware.Tornou-se COO para a área de produtos e as vendas em Agosto do ano passado. Lazaridis e Balsillie têm estado sob pressão de investidores para sair,  há algum tempo.
O novo CEO não indicou qualquer mudança imediata na direcção da empresa canadiana, que enfrenta forte concorrência, tanto no seu negócio de smartphones e tablets de negócios: sobretudo por causa de dispositivos Android, e do iPhone e do iPad.
“Foi a opção de Mike e Jim de não sacrificar o valor a longo prazo para obter ganhos de curto prazo que fez da RIM a grande empresa que é hoje. Partilho essa filosofia e estou muito animado sobre o futuro da empresa”, disse Heins numa referência à compra da QNX Software Systems, pela RIM. O sistema operativo da empresa adquirida será a base para a BBX, a próxima plataforma para tablet e smartphones da RIM.
A empresa está a recrutar também um director de marketing para a trabalhar estreitamente com as equipas de desenvolvimento de produto e de vendas para  assegurar o “fornecimento de produtos e serviços mais atraentes e serviços”.
A RIM viu a quota do seu BlackBerry cair para 2,9 % no terceiro trimestre de 2011, desde 3,0 % em 2010, segundo a Gartner. O sistema operativo BlackBerry teve uma quota de 11% (era de 15,4 % em 2010) relativamente a sistemas operativos de smartphones.
Em sentido inverso, o número de smartphones  Android no mercado dobrou. O Android ganhou quota devido a  um ambiente concorrencial mais fraco, e a falta de produtos alternativos, segundo a Gartner.

RIM  muda de CEO
Thorsten Heins é o novo CEO do fabricante dos BlackBerry,  mas Mike Lazaridis e Jin Balsille, mantêm-se no conselho de administração.

O co-CEO da Research in Motion, Mike Lazaridis e Jim Balsillie foram substituídos no cargo por Thorsten Heins, num âmbito de um plano de reestruturação e de sucessão. O ex-COO da empresa assume o cargo depois um período tumultuoso na organização, sujeita a intensa concorrência, em que teve de lidar com uma quebra importante nos seus serviços.

Thorsten Heins será também presidente tem em mãos a execução de um plano de sucessão previamente submetidos ao conselho de administração por Lazaridis e Balsille, revelou a RIM em comunicado. Lazaridis e Balsillie também deixaram seus cargos como chairman, sendo substituídos por Barbara Stymiest.
O primeiro, fundador da empresa, tornar-se-á vice-presidente, e Balsillie continuará a ser um membro do conselho de administração. O fundador vai presidir um recém-criado comité de inovação. Deverá trabalhar em estreita colaboração com o novo CEO oferecendo consultoria estratégica, e procurando proporcionar uma transição suave, avança a RIM.
Heins veio da Siemens Communications, em Dezembro de 2007 para o cargo de vice-presidente sénior de engenharia de hardware.Tornou-se COO para a área de produtos e as vendas em Agosto do ano passado. Lazaridis e Balsillie têm estado sob pressão de investidores para sair,  há algum tempo.
O novo CEO não indicou qualquer mudança imediata na direcção da empresa canadiana, que enfrenta forte concorrência, tanto no seu negócio de smartphones e tablets de negócios: sobretudo por causa de dispositivos Android, e do iPhone e do iPad.
“Foi a opção de Mike e Jim de não sacrificar o valor a longo prazo para obter ganhos de curto prazo que fez da RIM a grande empresa que é hoje. Partilho essa filosofia e estou muito animado sobre o futuro da empresa”, disse Heins numa referência à compra da QNX Software Systems, pela RIM. O sistema operativo da empresa adquirida será a base para a BBX, a próxima plataforma para tablet e smartphones da RIM.
A empresa está a recrutar também um director de marketing para a trabalhar estreitamente com as equipas de desenvolvimento de produto e de vendas para  assegurar o “fornecimento de produtos e serviços mais atraentes e serviços”.
A RIM viu a quota do seu BlackBerry cair para 2,9 % no terceiro trimestre de 2011, desde 3,0 % em 2010, segundo a Gartner. O sistema operativo BlackBerry teve uma quota de 11% (era de 15,4 % em 2010) relativamente a sistemas operativos de smartphones.
Em sentido inverso, o número de smartphones  Android no mercado dobrou. O Android ganhou quota devido a  um ambiente concorrencial mais fraco, e a falta de produtos alternativos, segundo a Gartner.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado