Anonymous responde a encerramento do Megaupload

O grupo de hackers atacou o site do FBI, entre outros sites governamentais dos Estados Unidos, e fez colapsar o site da Universal Music. Aproveitou assim para protestar contra a legislação SOPA.

O grupo de hackers Anonymous reivindica a responsabilidade pelos ataques aos sites da Universal Music, do Departamento de Justiça dos Estados Unidos e da Recording Industry Association of America (RIAA), entre outros. Tratou-se de uma acção de retaliação pelo encerramento compulsivo do site Megaupload, de partilha de conteúdos.
Ao mesmo tempo, o  grupo associou-se aos protestos contra o pacote de propostas de  lei SOPA, de anti-pirataria online,  em avaliação no Congresso dos Estados Unidos. “O governo encerrou o Megaupload? 15 minutos mais tarde o Anonymous derruba sites do governo e de editoras de música,”pode ler-se numa mensagem de Twitter, publicada pelo Anonymous.
Essa nota foi logo seguida por outra: “O Megaupload foi retirado sem a SOPA ser ainda lei. Agora imaginem o que acontecerá se ela passa. A Internet como a conhecemos vai acabar. REAJAM….”.
O Megaupload.com distribuía uma variedade de conteúdo digital, incluindo música e filmes. Na quinta-feira, o Departamento de Justiça dos EUA anunciou que tinha processado sete pessoas, alegadamente ligadas ao site.
O organismo acusa essas pessoas de gerirem uma organização criminosa à escala mundial,  responsável por pirataria online de conteúdo protegidos por direitos de autor. A entidade dos Estados Unidos trabalhou com as autoridades na Nova Zelândia, para prender quatro dessas sete pessoas.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado