Visa certifica telemóveis da Samsung, LG e RIM como “carteiras digitais”

Smartphones estão aptos a utilizar o sistema payWave, que permite utilizá-los como se fossem cartões de crédito.

A Visa adicionou smartphones da Samsung, Research In Motion (RIM, fabricante dos BlackBerry) e LG à lista de dispositivos certificados para trabalhar com os mais de 180 mil terminais de pagamento NFC na Europa.
Todos os produtos credenciados usam a aplicação payWave da Visa num cartão SIM protegido, e usam comunicação por proximidade (NFC, na sigla em inglês) para transmitirem dados aos terminais. Os primeiros telemóveis a terem esta tecnologia são os mais populares de cada fabricante: Samsung Galaxy S II, LG Optimus NET NFC, BlackBerry Bold 9900, BlackBerry Bold 9790, BlackBerry Curve 9360 e BlackBerry Curve 9380.
O sistema payWave permite aos utilizadores completar transacções tanto com o cartão de crédito como com o telemóvel. Para isso, basta aproximar o smartphone do sensor e esperar poucos segundo pelo fim do processo. A certificação é uma parceria entre a Visa Europe – que actua no continente europeu – e a Visa Inc., que coordena as actividades da empresa no mundo inteiro.
Embora a norma tenha sido proposta em 2011, o ritmo de adesões foi inferior ao esperado, segundo John Devlin, director de pesquisas do instituto ABI Research. Para ajudar à sua popularização, a Visa assinou um acordo com a Google, fazendo com que o payWave seja compatível com o Wallet da gigante.
Para este ano, a Visa diz-se optimista. Segundo Mary Carol Harris, directora de mobilidade para a Europa, 2012 será importante para firmar mais parcerias, de modo que várias empresas possam actuar juntas e fazer com que o pagamento digital chegue a mais pessoas.
“O ano será decisivo para que o pagamento móvel se prove prático, mostre como pode ser utilizado em situações quotidianas e prepare a estrutura para uma adopção maciça num futuro próximo”, afirmou.
Para já, a Visa está a trabalhar com a Samsung para um telemóvel especial para os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos. “Os olhos estarão voltados para Londres e é uma oportunidade de mostrar às pessoas o quão conveniente e segura é esta tecnologia”, disse Carol Harris.
(IDG News Service/IDG Now!)




Deixe um comentário

O seu email não será publicado