Yahoo contrata presidente da PayPal para CEO

Scott Thompson toma posse como novo CEO da Yahoo a 9 de Janeiro, substituindo Carol Bartz, demitida em Setembro.

A administração da Yahoo escolheu Scott Thompson (na foto) para CEO da empresa. A selecção do presidente da PayPal, empresa da eBay, terminou assim uma procura de quatro meses após Carol Bartz ter sido demitida no início de Setembro.
Tim Morse, CEO interino da Yahoo, vai agora voltar a tempo inteiro ao seu papel de CFO, disse a empresa em comunicado esta quarta-feira. Thompson começa a 9 de Janeiro, momento em que também terá assento no conselho de administração da empresa.
Sob a liderança de Thompson, a PayPal tornou-se nos últimos anos um negócio fora de série para a eBay, dirigindo grande parte do crescimento da receita da empresa, quando o núcleo de e-marketplace da eBay se implantou. Com Thompson à frente, a PayPal – a unidade da eBay de pagamento electrónico – viu a sua receita anual crescer de 1,8 mil milhões de dólares para mais de 4 mil milhões.
“Scott traz à Yahoo um histórico comprovado de desenvolvimento numa sólida base de activos existentes e os recursos para reacender a inovação e impulsionar o crescimento, precisamente a fórmula que precisamos na Yahoo”, disse Roy Bostock, presidente do conselho de administração da Yahoo, em comunicado.
Na Yahoo, Thompson terá de enfrentar um desafio que os seus três antecessores não foram capazes de resolver: conseguir por a Yahoo a recuperar a sua liderança tecnológica no mercado de serviços de Internet para os consumidores e melhorar o desempenho financeiro da empresa.
Bartz assumiu o cargo de CEO no início de 2009, após o co-fundador da Yahoo, Jerry Yang, que por sua vez tinha substituído Terry Semel em meados de 2007.
Após o despedimento de Bartz, múltiplos rumores surgiram em relação ao futuro da empresa, incluindo a possibilidade de o conselho de administração vender a empresa toda ou em partes a pretendentes como a AOL, Microsoft ou Google, ou que investidores liderado por Yang poderiam comprá-la e transformá-la num empresa privada.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado