Altran Portugal recruta engenheiros para “nearshore”

A subsidiária da empresa em Portugal procura 50 engenheiros informáticos, electrotécnicos e de redes para o programa Altran Engineer.

O grupo Altran vai deslocalizar para a sua plataforma de nearshore em Portugal, várias actividades de desenvolvimento em sistemas de informação, de acordo com a directora-geral da empresa no país, Célia Reis. Assim, a responsável prevê que a operação portuguesa precise de cerca de meia centena de engenheiros informáticos, e está a contratar mais técnicos num programa que denomina Altran Engineer.

A empresa  procura engenheiros informáticos, electrotécnicos e de redes, com o mínimo de um ano de experiência, que possuam conhecimentos nas áreas de JAVA/J2EE, PL/SQL, PHP5, Unix/Linux ou Redes e suporte rádio. São exigidos bons conhecimentos de francês: será necessário os engenheiros integrarem um projecto em Paris, o qual permitirá adquirir experiência internacional, e posteriormente  desenvolver trabalho, em Portugal.
Desde 2009, que a Altran Portugal investe numa fábrica de software através da plataforma Nearshore. Os objectivos passam por servir o mercado nacional e internacional de forma a ser a alternativa à opção do offshore. Paralelamente, está a desenvolver.

A capacidade de gestão de projectos da Altran Portugal permitiu a criação da plataforma, que em 2010 alcançou o reconhecimento formal dentro do Grupo Altran, segundo a subsidiária. “O reconhecimento da excelência dos profissionais e a maturidade do Centro de Soluções de Portugal, permitiu à Altran ser considerada uma plataforma de nearshore para o grupo e neste contexto está prevista a deslocalização de actividades de desenvolvimento em sistemas de informação”, explica a directora-geral da Altran Portugal, Célia Reis.

A Altran investe na cooperação em projectos europeus e na deslocalização de projectos de alto índice tecnológico. A escolha do país para a criação de um centro de competências Nearshore prende-se com as condições financeiras e optimização da relação qualidade/preço em Portugal. Outro factor importantes tem a ver com a localização do país, a menos de três horas de avião de muitos intervenientes do mercado europeu.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado