DIAP instaura processos a hackers

A investigação dos ataques a sistemas de informação de uma “força de segurança, de autoridades financeiras e de outras instituições do Estado” será feita pela Polícia Judiciária.

O Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) de Lisboa instaurou processos-crime aos autores dos mais recentes ataques ao sistemas de informação de “uma força de segurança (ndr: da PSP), de autoridades financeiras e outras instituições do Estado”. De acordo com a nota informativa do organismo do Ministério Público, a investigação foi delegada na Polícia Judiciária.
O grupo de hackers LulzSecPortugal assumiu ter atacado há dias a RTP, além dos sites das Finanças, da Administração Interna e da PSP, entre outros.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado