LulzSecPortugal manteve site do PSD desfigurado durante horas

O site da JSD continua em baixo e vistantes são redireccionados para Facebook. As páginas do Freeport e do Parque Temático da Madeira também terão sido afectadas por um ataque do grupo de hackers e activistas português.

Até ao meio da tarde de hoje, a página do site do Partido Social Democrata esteve desfigurada, numa acção de contestação política do grupo de hackers e activistas português LulzSecPortugal. Outros sites como o do Freeport, do Parque Temático da Madeira e da Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa também foram alvo de ataque, dizem os activistas.
No caso do site do PSD, a mensagem dos activistas sugeria o desprezo do partido pelas questões sociais. Mais especificamente, contestava os gastos previstos pelo governo, em pareceres e estudos, enquanto suspende o pagamento dos subsídios de férias e de Natal aos funcionários públicos.
Durante o passado fim-de-semana, o site da Juventude Social Democrata (JSD) foi atacado e às 18 horas de hoje o endereço www.jsd.pt ainda direccionava os visitantes para a página da organização no Facebook. Nesse espaço, a JSD explicava aos interessados que os titulares de contas de e-mail disponibilizados pela entidade “também poderão sentir dificuldades” de utilização das  mesmas.
Entre outros, durante o fim-de-semana, o LulzSecPortugal também reivindicou ataques aos sites da RTP, Sapo ou Holmes Place. Contudo, os mesmos não foram confirmados em tempo real, por não terem sido visíveis quaisquer efeitos (pelo menos) duráveis.

Lulzsec manteve site do PSD desfigurado durante horas

O site da JSD continua em baixo e vistantes são redireccionados para Facebook. As páginas do Freeport e do Parque Temático da Madeira também terão sido afectadas por um ataque do grupo de hackers e activistas português.

Até ao meio da tarde de hoje, a página do site do Partido Social Democrata esteve desfigurada, numa acção de contestação política do grupo de hackers e activistas português Lulzsec. Outros sites (http://twitter.com/#!/LulzSecPortugal) como o do Freeport e do Parque Temático da Madeira, e da Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa também foram alvo de ataque, dizem os activistas.

No caso do site do PSD, a mensagem dos activistas sugeria o desprezo do partido pelas questões sociais. Mais especificamente, contestava os gastos previstos pelo governo, em pareceres e estudos, enquanto suspende o pagamento dos subsídios de férias e de Natal aos funcionários públicos.

Durante o passado fim-de-semana, o site da Juventude Social Democrata (JSD) foi atacado e às 18 horas o endereço www.jsd.pt ainda direccionava os visitantes para a página da organização no Facebook.

Nesse espaço, a JSD explicava aos interessados que os titulares de contas de e-mail disponibilizados pela entidade “também poderão sentir dificuldades” de utilização das mesmas.
O Lulzsec também reivindicou um ataque ao site da RTP durante o fim-de-semana. Contudo, o mesmo não pôde ser confirmado, por não terem sido visíveis quaisquer efeitos (pelo menos) duráveis.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado