Oracle apresenta novo processador Sparc

O fabricante mostrou o chip a funcionar em servidores para “rack”, em formato de blade e num bloco de servidores.

A Oracle lançou o seu processador Sparc T4, juntamente com novos servidores, esperando obter vantagens competitivas face à oferta da HP e da IBM. O T4 é a mais recente adição à família de processadores Sparc, desenvolvida pela Sun Microsystems, que a Oracle adquiriu no ano passado. Tem oito núcleos de processamento, face aos 16 do T3, mas cada núcleo corre a um máximo de 3GHz – no T3 o limite era de 1.65Ghz. O resultado no desempenho é cinco vezes maior,segundo a Oracle.

O T4 Sparc vai estar disponível  em servidores  preparados para racks e em formato de blade. Também será utilizado no SuperCluster Sparc, sistema de alta gama equipado com 1200 CPU, numa estrutura  com o tamanho de uma rack de servidores.

O vice-presidente executivo da Oracle, John Fowler, “agendou” o lançamento do produto  para uma data até final do ano.

O equipamento é semelhante à   Exadata Database Machine e à Elastic Exalogic Cloud. Nos três casos, Oracle diz ter conseguido integrar bem os componentes de computação, armazenamento e de rede para optimizar o seu desempenho – além de ter instalado o seu software sobre essa infra-restrutura.

Mas enquanto o sistema Exalogic é para a execução de middleware  e a Exadata Machine para armazenamento de dados e processamento de transações online, o Superaglomerado foi projectado para computação geral, incluindo aplicações de gestão de recursos como os ERP.

A máquina inclui quatro nós de servidores Sparc T4, cada um com quatro sockets, switches para Infiniband, aplliances de armazenamento ZFS, e servidores de armazenamento Oracle Exadata. Pode ser comprado numa configuração de meia rack , ou como um rack cheio, com 4TB de memória DRAM e até 198TB de espaço em disco rígido.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado