Parlamento Europeu aprova novas leis de e-commerce

A Directiva de Direitos do Consumidor permite aos compradores de artigos por via electrónica, a devolução dos mesmos, e proíbe opções escolhidas automaticamente pelos sites.

O Parlamento Europeu aprovou um novo pacote de regras para compras online. A Directiva dos Direitos do Consumidor suporta legalmente a devolução de artigos, até duas semanas depois do comprador receber os artigos. Também pretende  acabar com os custos escondidos, ao ilegalizar a escolha automática de opções pelos sites.
Entidades como a Business Software Alliance está  em desacordo com a directiva, considerando não ser o instrumento apropriado para abordar a protecção de serviços digitais. A compra de DVD, software ou música é considerada irreversível pela directiva.

Parlamento Europeu aprova novas leis de e-commerce

A Directiva de Direitos do Consumidor permite aos compradores de artigos por via electrónica a devolução dos mesmos, e poíbe opções escolhidas automaticamente pelos sites.

O Parlamento Europeu aprovou um novo pacote de regras para compras online. A Diractiva dos Direitos do Conusmidor suporta legalmente a devolução de artigos, até duas semanas depois do comprador receber os artigos. Também pretende acabar com os custos escondidos, ao ilegalizar as opções escolhidas automaticamente pelos sites.
Entidades como a
Business Software Alliance está em desacordo com a directive, considerando não ser o instrumento apropriado para abordar a protecção de serviços digitais. A compra de DVD, software ou música é considerada irreversível pela directiva.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado