Carro eléctrico da Nissan transmite dados de geolocalização (actualizado)

Envio de dados de localização, velocidade e até da climatização são transmitidos para sites sem conhecimento do utilizador.

O Leaf, veículo eléctrico da Nissan também à venda em Portugal, transmite dados sobre a sua localização, velocidade e destino a fornecedores de conteúdos que são disponibilizados num sistema interactivo do veículo.
Segundo o The Register, os dados são “acedidos através do leitor de RSS”, sistema que permite receber notícias e conteúdos de sites pré-escolhidos pelo utilizador. Os criadores desses conteúdos podem ter acesso aos dados, sem que o utilizador tenha sido informado dessa possibilidade, escreveu no seu blogue Casey Halverson, engenheiro de redes na Infospace.
O Leaf inclui uma ligação por redes de telemóveis que alimenta o sistema Carwings e permite a troca de informação entre o utilizador e uma central de dados, que permite avisar o condutor de que o carro já está carregado, por exemplo. Esta é a explicação para o sistema em Portugal.
No entanto, no Japão e nos EUA, o sistema permite a referida leitura de conteúdos e o envio de dados sobre o veículo – como a sua geolocalização, velocidade, destino e até dados sobre climatização – para quem quer que esteja na lista RSS. Provavelmente, a razão deve-se à necessidade de agilizar o envio de informação através das redes celulares mas a Nissan em Portugal não esteve disponível para clarificar o assunto.
“Todos estes queridos valores estão a ser fornecidos a qualquer fornecedor externo do RSS que se configure: CNN, Fox News, Weather Channel, não interessa!”, escreveu Halverson. Este explicou ao The Register que o Carwings pede autorização para enviar dados para a Nissan mas não há aviso para o envio de informação aos fornecedores no RSS.
Halverson não acredita que haja alguma “má intenção” nesta situação mas a libertação destes dados pode ser uma falha na privacidade de utilizadores que, por exemplo, lidam com “vítimas de abuso doméstico ou [pertencem] a forças de segurança”.

Actualização a 22 de Junho, com esclarecimento de António Pereira Joaquim, Manager Communications da Nissan Iberia:
Entre as muitas faculdades do sistema Nissan CARWINGS, existe a possibilidade de, por iniciativa do condutor transmitir informações de condução que são utilizadas para, por exemplo, o Nissan LEAF comunicar com o sistema dos postos de carregamento (serviço disponível no Japão), calculando com base na distância e condições de tráfego a hora aproximada de chegada e reservando o posto para essa hora, ou para a reserva de um restaurante e escolha de menu, em sites que disponham de RSS.
Este sistema permite também a comunicação entre o computador pessoal e o telemóvel do proprietário com o sistema de TI de bordo, para por exemplo, iniciar ou parar a carga do veículo ou activar ou desactivar o sistema de climatização, remotamente, e enquanto o veículo está ligado a um posto de carregamento (permitindo assim a plena utilização da capacidade das baterias para a viagem).
Outra das funcionalidades é a possibilidade de o proprietário poder programar no seu computador o percurso que pretende fazer e transmitir esses dados directamente para o computador de bordo da navegação.
As notícias de uma falha de segurança têm por base um cliente que utilizou as faculdades do sistema Nissan CARWINGS num site RSS criado por si próprio para receber os seus próprios dados de condução. Trata-se portanto de um circuito fechado e não de uma falha real de segurança do sistema.
Convém salientar que o envio daquela informação para feeds RSS se resume a dados de condução e nunca inclui a identificação do condutor ou do veículo, não sendo transmitida continuamente mas tão só quando o condutor, por sua iniciativa, pretende comunicar com um site com RSS.
No entanto e porque a Nissan leva muito a sério a confiança dos seus clientes no nosso produto, foi imediatamente bloqueada a possibilidade de envio dessas informações para sites não oficiais.
Todos os Nissan LEAF dispõem deste serviço como equipamento de série e integrado no sistema de navegação. No entanto, a sua activação só pode ser realizada por um concessionário autorizado Nissan e decisão expressa do proprietário. Em Portugal existem proprietários que optaram pela activação do sistema.
Convém ainda realçar que no Japão, onde o sistema utiliza em plenitude todas as suas potencialidades, existem outros modelos com o sistema Nissan CARWINGS disponível.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado