Países vão gastar 12,5 mil milhões em ciberguerra

Acções como o vírus criado para sabotar o programa nuclear iraniano motivam governos a investir em defesas no mundo virtual.

A chamada ciberguerra, quando nações utilizam as redes de computadores como a Internet para atacarem países rivais, deverá gerar despesas de mais de 12,5 mil milhões de dólares (cerca de 8,5 mil milhões de euros) só em 2011. É o que afirma um estudo da consultora ASDReports.
As soluções de defesa para o chamado mundo virtual têm chamado a atenção dos governos devido a ataques como os sofridos pelo Irão. Em 2010, o país foi alvo do Stuxnet, um vírus de computador que atingiu sistemas industriais usados para enriquecer urânio em instalações nucleares, atrasando em anos o programa nuclear do país.
Segundo a consultora, mesmo com os cortes das despesas na Europa, por conta da crise económica, o orçamento destinado à defesa para a ciberguerra cresceu significativamente na região.
(IDG Now!)




Deixe um comentário

O seu email não será publicado