Novabase Capital investe 330 mil euros na FeedZai

A organização financeira do grupo Novabase pretende impulsionar a internacionalização da empresa participada, dedicada ao segmento de soluções para processamento de grandes volumes de dados em tempo real.

A Novabase Capital vai investir 330 mil euros na FeedZai, 163,37 mil euros dos quais provenientes do Programa COMPETE, integrado no QREN e com financiamento da União Europeia via FEDER, de acordo com um comunicado. No mesmo documento, o CEO da FeedZai, Nuno Sebastião, explica que o capita investido “visa dotar a FeedZai de músculo financeiro que lhe permita acelerar os seus planos de internacionalização e estar mais perto dos seus clientes internacionais”.

A Novabase Capital, actuando por conta do Fundo de Capital de Risco Novabase Capital Inovação e Internacionalização, que se encontra em fase de constituição, realiza esta transacção em co-investimento com a sociedade de capital de risco Espírito Santo Ventures. O Fundo de Capital de Risco Novabase Capital Inovação e Internacionalização tem uma dotação máxima de 11,36 milhões de euros, contando com uma participação de cinco milhões de euros, destinada às regiões Norte, Centro e Alentejo, do programa COMPETE e com uma participação de 0,5 milhões de euros, destinada a projectos Early Stage na Região de Lisboa, do Programa POR Lisboa, ambos os Programas integrados no QREN e com co-financiamento da União Europeia via FEDER.

A empresa portuguesa alvo do investimento dedica-se ao desenvolvimento de soluções para processamento de grandes volumes de dados em tempo real. Criada no final de 2008 na Universidade de Coimbra, a FeedZai é a primeira spin-Off do programa Carnegie Mellon University – Portugal, no qual a Novabase participa como parceiro industrial de referência e co-financiador. Acaba de ser distinguida pela Gartner como “Cool Vendor in Analytics and Business Intelligence 2011”. Em 2009 tinha recebido o Prémio BES Inovação, e em 2010 o Prémio Europeu “Smart Entrepreneurship Competition 2010”, na categoria de Modelos Digitais.

Como principais clientes em Portugal, a empresa tem o BES, a EDP e a Ericsson.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado