Computadores de Bin Laden podem ser filão de informação

As autoridades dos Estados Unidos terão apreendido vários discos rígidos, CD, DVD, e drives USB nas instalações onde o líder da Al Qaeda esteve alegadamente escondido.

A operação das forças especiais dos Estados Unidos para capturar Osama Bin Laden deverá produzir um importante filão de dados sobre a Al Qaeda, de acordo com vários órgãos de informação.

Não foi confirmado o que foi apreendido pelas autoridades dos EUA no ataque, mas uma série de agências de notícias referiu a apreensão de discos rígidos de computador, CD, DVD e drives USB, no complexo de Abbotabad. Supostamente as instalações não tinham qualquer ligação de telefone ou à Internet.

Imagens divulgadas pela NBC na terça-feira mostraram o que pareciam computadores danificados no complexo. O porta-voz da Casa Branca para acções anti-terroristas, John Brennan disse mais tarde durante uma entrevista à CNN que os militares dos EUA tinham retirado “todo o material útil e necessário”.

“Estamos a tentar determinar exactamente o valor das informações que podemos ter recolhido. Será muito importante para continuar o esforço contra a Al Qaeda”, disse Brennan.

Foi avançado ainda que os dados estão a ser rastreados num local secreto no Afeganistão. “Centenas de pessoas estão a analisá-los. Já será muito bom se apenas 10% sirva para fundamentar acusações”, disse um funcionário não identificado foi citado pelo site de notícias Politico. “Consegue imaginar o que está no disco rígido de Osama Bin Laden?”

A “recolha de inteligência” pode ser “tão importante se não mais importante do que a morte real de Bin Laden,” disse Richard Haass, conselheiro para os negócios estrangeiros e ex-presidente do Departamento de Estado, citado pelo The Star, um site de notícias canadiano.

Desde o 11 de Setembro de 2001, especialistas em segurança têm assumido que a Al Qaeda usaria a cifragem de dados para os proteger. Possivelmente até usariam programas especialmente desenvolvidos para isso. Tal nunca foi confirmado mesmo depois de vários ataques a instalações onde estariam outros líderes da Al Qaeda. Contudo existem exemplos de programas de cifragem desenvolvidos pelos extremistas. Essa tecnologia deverá pelo menos atrasar o trabalho dos investigadores norte-americanos.

Computadores de Bin Laden podem ser filão de informação

As autoridades dos Estados Unidos dizem ter apreendido vários discos rígidos, CD, DVD, e drives USB nas instalações onde o líder da Al Qaeda esteve alegadamente escondido.

A operação das forças especiais dos Estados Unidos para capturar Osama Bin Laden deverá produzir um importante filão de informação sobre a Al Qaeda, de acordo com vários órgãos de informação.

Não foi confirmado o que foi apreendido pelas autoridades dos EUA no ataque, mas uma série de agências de notícias referiu a apreensão de discos rígidos de computador, CD, DVD e drives USB, no complexo de Abbottabad. Supostamente o composto não tinha qualquer ligação de telefone ou à Internet.

Imagens divulgadas pela NBC na terça-feira mostraram o que pareciam computadores danificados no complexo. O porta-voz da Casa Branca para acções anti-terroristas, John Brennan disse mais tarde durante uma entrevista à CNN que os militares dos EUA tinham retirado “todo o material útil e necessário”.

“Estamos a tentar determinar exactamente o valor das informações que podemos ter recolhido. Será muito importante para continuar o esforço contra a Al Qaeda”, disse Brennan.

Foi avançado ainda que os dados estão a ser rastreados num local secreto no Afeganistão. “Centenas de pessoas estão a analisá-los. Já será muito bom se apenas 10% sirva para fundamentar acusações “, disse um funcionário não identificado foi citado pelo site de notícias Politico. “Consegue imaginar o que está no disco rígido de Osama Bin Laden?”

A “recolha de inteligência” pode ser “tão importante se não mais importante do que a morte real de Bin Laden,” disse Richard Haass, conselheiro para os negócios estrangeiros e ex-presidente do Departamento de Estado, citado pelo The Star, um site de notícias canadiano.

Desde o 11 de Setembro de 2001, especialistas em segurança têm assumido que a Al Qaeda usaria a cifragem de dados para os proteger. Possivelmente até usariam programas especialmente desenvolvidos para isso. Tal nunca foi confirmado mesmo depois de vários ataques a instalações onde estariam outros líderes da Al Qaeda. Contudo existem exemplos de programas de cifragem desenvolvidos pelos extremistas. Essa tecnologia deverá pelo menos atrasar o trabalho dos investigadores norte-americanos.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado