EUA querem escutas electrónicas mais facilitadas

A partir de 2011, nova legislação pretende facilitar escutas e trabalho das autoridades.

A administração Obama quer introduzir legislação que facilite às autoridades as escutas electrónicas nas comunicações pela Internet, seja nas redes sociais como o Facebook, correio electrónico nos Blackberry ou em tecnologias como o Skype, revelou hoje o New York Times (NYT).
A legislação será apresentada em 2011 e força os prestadores deste tipo de serviços electrónicos a dotarem-se de equipamentos técnicos capazes de assegurarem as escutas.
As ameaças terroristas e as capacidades electrónicas criminosas estão na base da introdução deste tipo de legislação mas “estamos a falar de intercepções legalmente autorizadas”, salienta Valerie Caproni, do Federal Bureau of Investigation.
Segundo o diário norte-americano, qualquer empresa estrangeira que preste serviços de telecomunicações no país terá de ter uma delegação física capaz de providenciar essas intercepções.
Também qualquer empresa que desenvolva comunicações “peer-to-peer” (P2P) deve “redesenhar o seu serviço para permitir intercepções”, sob pena de sofrer sanções.



  1. Se uma notícia destas está a aparecer assim em público, é porque eles já estão a implementar esses sistemas…

Deixe um comentário

O seu email não será publicado