Nova norma em preparação para carregamento sem fios de portáteis

O Wireless Power Consortium também já concluiu uma especificação para o carregamento de smartphones.

O Wireless Power Consortium anunciou no início da semana que vai começar a trabalhar na criação de uma nova especificação para o carregamento wireless de portáteis.
O consórcio irá desenvolver uma especificação para o carregamento de média potência por wireless, com uma alimentação máxima de 120 watts, como informou Menno Treffers, presidente do organismo, para quem esta potência deverá ser suficiente para o carregamento de dispositivos como computadores portáteis e netbooks.
Este método de recarga sem fios baseia-se na colocação dos dispositivos recarregáveis em bases ou apoios que emitem a carga. Os dispositivos contam com bobinas que recebem a energia eléctrica sem fios.
O objectivo inicial do consórcio era garantir a especificação para dispositivos de baixa energia, segundo Menno Treffer, que também é director de normas da Koninklijke Philips Electronics. No sábado passado, o grupo finalizou um padrão para carregamento de dispositivos como smartphones, auscultadores Bluetooth ou ferramentas eléctricas com um máximo de cino watts de energia.
O desenvolvimento da nova especificação deverá começar em breve, de acordo com o presidente do consórcio, segundo o qual os dispositivos aderentes à especificação terão o logo de certificação Qi.
A especificação de baixa energia levou 18 meses a estar concluída e Treffers diz que será  integrada inicialmente no formato de base de carregamento, mas poderá ser vir a integrada até em móveis, como secretárias e outros. A Energizer já anunciou o lançamento de uma base para carregar até dois dispositivos por cerca de 100 dólares e apoios de carga para iPhone e BlackBerrys entre 30 e 40 dólares.
Actualmente, existem múltiplas tecnologias de carregamentos sem fios e a normalização poderá evitar que os consumidores fiquem presos a uma única tecnologia, disse Menno Treffers. “Se não criarmos uma norma, o volume desses produtos continuará a ser um nicho. Ao fazê-lo, passaremos a ser capazes de colocar a tecnologia em todas as casas”.
A consultora iSuppli prevê que o mercado de dispositivos de carregamento sem fios cresça rapidamente. A venda de produtos que oferecem a tecnologia pode vir a alcançar os 3,6 milhões de unidades já este ano e crescer para os 234,9 milhões em 2014, segundo um relatório da empresa divulgado em Junho.
A especificação de baixa potência está a ser distribuída pelos membros do Consortium e deverá ser aberta a outras empresas a partir do dia 30 de Agosto. Os produtos podem ser certificados através de testes em laboratórios independentes.
O grupo não está, para já, a desenvolver qualquer trabalho no campo do carregamento sem fios através do ar porque a técnica não é, segundo Treffers, eficiente, além do que existem preocupações em relação a esta tecnologia, como a exposição excessiva do corpo humano a campos magnéticos.
Entre os membros do Wireless Power Consortium estão a Energizer, Fulton Innovation, ConvenientPower, Philips, Nokia, Research in Motion, Texas Instruments, LG Electronics, Verizon e HTC.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado