Poderão os ecrãs multitoque provocar problemas físicos?

Resultados serão entregues “à Microsoft, às Apples e outros fabricantes para que os possam usar sempre que se preparem para conceber novos dispositivos”.

As interfaces multitoque (“multitouch”) estão a ganhar cada vez mais popularidade, mas pouco se sabe acerca das potenciais consequências para a saúde humana da sua utilização em dispositivos como o iPad ou o iPhone. Uma equipa de investigadores liderada por Kanav Kahol, da Arizona State University, está a começar a estudar a potencial relação entre a utilização a longo prazo dos dispositivos multitoque e problemas musculares. A equipa, financiada por um fundo no valor de 1,2 milhões de dólares atribuído pela National Science Foundation, inclui investigadores na área da interacção computacional e peritos em ergonomia e cinesiologia.
“Os sistemas multitoque podem ser óptimos em termos da usabilidade de um dispositivo, mas não sabemos até que ponto podem ser prejudiciais para os nossos sistemas músculo-esqueléticos”, sustenta Kahol, professor assistente do Departamento de Informática Biomédica da universidade.
Inicialmente, os utilizadores participantes no estudo serão equipados com dispositivos de electromiografia para medir as forças musculares e com “ciber-luvas” para registar os movimentos das suas mãos enquanto interagem com os sistemas multitouch. A segunda fase do projecto envolve o desenvolvimento de modelos biomecânicos que mostram o nível de stress criado por determinados gestos.
“Iremos pegar nos dados que recolhermos e levá-los à Microsoft, às Apples e outros fabricantes para que os possam usar sempre que se preparem para conceber novos dispositivos”, sublinhou Kanav Kahol.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado