Investimento mundial em TI deve crescer 4,1 por cento

Os investimentos do mercado corporativo mundial em TI deverão ultrapassar, este ano, os 2,4 triliões de dólares, de acordo com um estudo do Gartner.

A previsão aponta para um futuro próximo mais optimista no sector das tecnologias, cujos investimentos sofreram uma queda de 5,6 por cento no último ano. Mas, mesmo com o incremento dos orçamentos de TI das empresas, o Gartner alerta que as organizações tendem a dar demasiada prioridade aos investimentos em produtos e serviços que têm por principal objectivo a redução de custos.“Para 2010, prevemos uma maior despesa em TI na maioria das indústrias, embora este crescimento deva variar de sector para sector”, afirma Kenneth Brant, director de investigação do Gartner, segundo o qual a despesa com tecnologias deverá subir 6,2 por cento em todo o mundo.

Embora as actuais projecções do Gartner pareçam ser motivo de optimismo, a consultora diz contudo que os fabricantes se devem preparar para o caso de os investimentos em tecnologia abrandarem de novo, se a recessão económica mundial entrar numa segunda vaga, hipótese que ainda não está afastada de todo.

No entanto, e para já, o Gartner diz que os investimentos em TI vão passar dos 2,33 triliões de dólares registados em 2009 para os 2,43 triliões em 2010. Os números dizem respeito aos investimentos por parte de 12 indústrias verticais, incluindo banca, meios de comunicação, educação, saúde, seguros, administração pública, administração local, fabrico, retalho, transportes, utilities e comércio por grosso.

Destes, destaque-se a despesa em TI por parte da banca e finanças, que deverá alcançar os 397 mil milhões de dólares em 2010, mais 4,6% por cento que em 2009, enquanto o fabrico crescerá um pouco menos durante 2010, alcançando os 428 mil milhões de dólares, mais 3,1 pontos percentuais que no ano passado.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado