Receitas da Bizdirect crescem 47% em 2009

A Bizdirect encerrou o exercício fiscal do ano passado com um volume de receitas de 92,2 milhões de euros, o que corresponde a um crescimento de 47% relativamente ao exercício do ano anterior. Por outro lado, a empresa liderada por João Mira Santiago

Apesar do ambiente recessivo vivido no decorrer do ano passado, Paulo Gonçalinho, Chief Financial Officer da Bizdirect, referiu que o mercado compreendeu a estratégia adoptada pela Bizdirect, permitindo que a empresa tivesse conseguido “excelentes resultados” no ano passado. Para o responsável financeiro da Bizdirect, , assim como assinalou o “bom desempenho da empresa nos últimos dois anos”, em que as vendas da empresa duplicaram e em que a rentabilidade foi “multiplicada por cinco”.
Para tal terá contribuído a reestruturação das actividades da empresa no ano passado, refere João Mira Santiago, Chief Executive Officer da Bizdirect. O responsável da empresa do universo Sonae explica que, anteriormente, a Bizdirect estava estruturada em redor de duas áreas – marketplace B2B e distribuição de tecnologias de informação (TI). Por outro lado, a empresa tinha uma “conotação negativa” no mercado nacional associada ao conceito de ‘box moving’, explica o responsável da Bizdirect.
Neste contexto, a estratégia adoptada pela empresa do grupo Sonae privilegiou a distribuição e revenda de soluções multi-marca de TI e a gestão de contratos de licenciamento de software, esclarece João Mira Santiago. Para tal, a empresa procedeu à contratação de recursos humanos que “dotassem a empresa com novas competências”.
Os resultados já foram “visíveis no decorrer do ano passado”, afirma João Mira Santiago. Assim, e na área da gestão de contratos de licenciamento, a Bizdirect conseguiu “duplicar o número de contratos geridos” que, presentemente, ascendem a 115 (entre os quais a Caixa Geral de Depósitos, o banco Itaú e a Cimpor) que representaram um volume de negócios para a Microsoft de 35 milhões de euros. Por outro lado, e na área de soluções, a Bizdirect privilegiou as áreas de segurança, conformidade, virtualização, mobilidade e optimização e procedeu à selecção de um “parceiro diferenciador”, explica João Mira Santiago.
Por último, e ainda no decorrer do ano passado, a Bizdirect foi reconhecida como fornecedor da Agência Nacional de Compras Públicas (ANCP), com creditação nas áreas de software e de hardware, refere o responsável da empresa.


Artigo anterior


Deixe um comentário

O seu email não será publicado