Malware infecta cartões de memória de 3 mil telemóveis Vodafone

A Vodafone está a analisar os cartões de memória microSD incluídos em dois modelos HTC Magic que terão estado na origem do malware relacionado com a botnet Mariposa e que já afectou mais de três mil telemóveis HTC.

Depois de terem aparecido dois modelos de telemóveis HTC Magic da Vodafone infectados com malware, a operadora está a tentar resolver o problema que já afecta mais de três mil clientes seus. De acordo com as primeiras investigações realizadas pela Vodafone, o problema radica no cartão de memória microSD que estes dispositivos integram e que, como revela um relatório da Panda Labs sobre o incidente, estão na origem do software malicioso.
Para solucionar o problema, a Vodafone enviará uma carta a cada consumidor afectado com um novo cartão de memória para o seu HTC Magic, de acordo com informações da companhia, segundo a qual, nessa carta, os clientes encontrarão também instruções para limpar o seu PC utilizando o antivírus online gratuito da Panda Security, parceira da Vodafone. Além disso, o operador compromete-se a disponibilizar gratuitamente software de segurança a todos os utilizadores cujos PC tenham sido infectados por lhe terem sido ligados HTC Magic com malware.
Apesar dos esforços realizados pela Vodafone, ainda não foi possível determinar a origem da infecção do lote de cartões microSD instalado nestes terminais.
Refira-se que este incidente foi tornado público no início do mês, depois de um funcionário da Panda Labs ter conectado um Vodafone HTC Magic ao seu PC e descoberto software malicioso no cartão de memória do aparelho. Posteriormente, uma análise realizada pela Panda Labs permitiu concluir que o cartão microSD de 8GB que este dispositivo tinha incluído infectava automaticamente o PC com um cliente da botnet da já desarticulada rede Mariposa, o worm Conficker e um programa para o roubo de passwords para o jogo Lineage.
Uma semana depois, um empregado da companhia de segurança S21sec descobriu que outro HTC Magic continha malware no seu cartão de memória e enviou-o à Panda Labs para que realizassem mais análises ao aparelho. O telefone tinha sido adquirido directamente na loja online oficial da Vodafone Espanha.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado