Sistema de identificação biométrica directa por voz

A Indra e a Universidade Politécnica de Madrid (UPM) desenvolveram um sistema de identificação biométrica directa por voz, com o intuito de reforçar a segurança dos utilizadores no acesso a serviços telemáticos.

Em concreto, o projecto foi liderado pela Unidade de Inovação da Indra Software Labs e pelo Centro de Desenvolvimento de Madrid. O SIBMATI (Sistema de Identificação Biométrica Aplicado às Tecnologias da Informação) foi desenvolvido no âmbito do Plano Avanza do Ministério da Industria, Turismo e Comércio. O projecto arrancou em Abril de 2007 e teve um orçamento global no valor de 614.345 euros, que inclui um subsídio de 392.848 euros.

A principal novidade deste protótipo, desenvolvido pela Indra e pela UPM, é a possibilidade de identificação de todos os tipos de utilizadores em qualquer sistema (desktops, laptops, PDAs) e em qualquer situação (recursos locais e serviços através da Internet e acessos à rede). Além disso, contrariamente aos outros serviços de identificação biométrica, esta aplicação não necessita de chamadas telefónicas sendo a identificação realizada através da Internet.

Esta aplicação biométrica foi projectada para facilitar aos utilizadores dos sistemas de informação e dos serviços de Internet uma ferramenta, simples e conveniente, que sem qualquer custo adicional reforça a sensação de protecção de identidade e assim ajuda a superar qualquer tipo de reticências ao uso dos serviços telemáticos, segundo comunicado. O SIBMATI foi especialmente concebido para ser instalado em qualquer empresa ou entidade que ofereça serviços on-line ou comércio e que esteja interessada em oferecer aos seus clientes garantias adicionais de segurança e de execução das suas operações sem que isso implique esforço, inconveniências ou despesas para o utilizador.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado