Bruxelas limita tarifas de download de dados em roaming

Os utilizadores de telemóveis podem descarregar dados da Internet sem medo de terem uma surpresa desagradável quando a factura chegar. A nova lei que acaba de entrar em vigor obriga os operadores a estabelecer um custo limite máximo de 50 euros.

Assim como a disponibilizar ao cliente tectos máximos inferiores a este valor se este assim o desejar. Além disso, o operador terá que avisar o cliente sempre que este alcance 80 por cento da quota contratada e suspender a ligação à Internet quando, por fim, esse limite for atingido. Tal como estabelece a nova legislação comunitária, os operadores deverão ajustar os seus preços para o download de dados em viagem, de acordo com o indicado por Bruxelas no mês de Junho do ano passado. O objectivo é que o preço que os utilizadores pagam quando estão fora do seu país, ou seja em roaming, seja similar às tarifas que paga dentro do território nacional. Os utilizadores terão um limite fixado por si próprio para descarregar dados da Web a partir do estrangeiro e, quando este é ultrapassado, a ligação à Internet é automaticamente cortada.
A regulação europeia obriga os operadores a oferecer um limite mensal de 50 euros em downloads de dados, bem como a disponibilizar outros limites que sejam previamente fixados com os clientes.
Até ao próximo dia 1 de Julho, os consumidores terão que estabelecer com os seus operadores o limite de tráfego de dados para poderem beneficiar desta medida, já que, a partir dessa data, este será automaticamente fixado nos 50 euros. A legislação europeia fixou em um euro o preço que os operadores devem pagar entre si por cada megabyte descarregado, o que deverá traduzir-se na redução das tarifas pagas pelos consumidores.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado