Cebit 2010: Tecnologia LTE é mais do que velocidade

A atenção vai estar concentrada nas maiores velocidades disponibilizadas pela nova geração de redes móveis baseadas na tecnologia LTE (Long-Term Evolution), mas a melhoria da latência será igualmente importante para os utilizadores.

Pelo menos esta é a opinião dos responsáveis da Nokia Siemens Networks.
Aplicações em tempo real sensíveis a atrasos, como VoIP (Voice over IP) ‘streaming’ de vídeo, vídeo-conferência e jogos irão ter um melhor desempenho com as novas tecnologias LTE. A Nokia Siemens Networks procedeu à demonstração da melhoria do desempenho em tempo real de um jogo de ténis de mesa numa consola Wii da Nintendo através de uma ligação LTE. A empresa demonstrou ainda a utilização de vídeo-conferência com recurso às tecnologias LTE.
Esta tecnologia vai disponibilizar uma latência inferior a 20 milissegundos, cerca de metade das actuais redes HSPA (High-Speed Packet Access) e muito inferior aos 120 milissegundos das redes GSM (Global System for Mobile Communications), referiu o responsável da Nokia Siemens Networks.
Presentemente, e de acordo com a Global Mobile Suppliers Association (GSA), existem 59 operadores de comunicações comprometidos com a implmentação de redes LTE em 28 países. Este numero pode ser comprado com a existência de 39 operadores há seis meses atrás. Cerca de 22 redes LTE irão disponibilizar serviços no final de 2010 e 37 redes serão lançadas comercialmente até final de 2012, referem os dados da GSA.
Para lá da tecnologia LTE, a Nokia Siemens Networks demonstrou ainda a tecnologia HSPA+ a 42M bps (bits po segundo) com a Deutsche Telekom.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado