Cebit 2010: NexentaStor anuncia deduplicação para armazenamento primário

A Nexenta Systems actualizou o seu software de armazenamento NexentaStor com deduplicação in-line, funcionalidade que possibilita o crescimento da quantidade de dados que podem ser armazenados num servidor através de armazenamento mais eficiente.

A empresa anunciou ainda suporte para os três hipervisores mais populares no mercado. O NexentaStor 3.0, apresentado no decorrer da CeBit 2010, é a mais recente versão do sistema de armazenamento baseado na tecnologia open source ZFS (Zettabyte File System) desenvolvida pela Sun Microsystems. A empresa anunciou ainda a aplicação Nexenta Virtual Machine Datacenter (VMDC), uma aplicação de gestão baseada no NexentaStor. O novo software estará disponível no final do mês.
A aplicação NexentaStor disponibiliza uma alternativa open source aos sistemas de armazenamento proprietários e que pode ser executada em servidores x86 utilizados para armazenamento da Nexenta ou “caixas brancas” de outros fabricantes. A mais recente versão disponibiliza alguns avanços, incluindo suporte para os três maiores hipervisores num ambiente unificado –  VMDC.
A deduplicação reduz a quantidade de capacidade de armazenamento necessária para determinados tipos de dados através da identificação de bits duplicados e da sua redução a uma única instância. Tipicamente, a deduplicação é utilizada nas actividades de backup ou em cópias replicadas dos dados.
A NexentaStor 3.0 pode desempenhar esta tarefa na informação destinada ao armazenamento principal, dados que tem que estar disponíveis em tempo real para utilização pelas aplicações. Em alguns dos tipos de dados, tal possibilita que as organizações reduzam as suas necessidades de armazenamento principal, armazenamento que possui um custo mais elevado na medida em que necessita de alta velocidade de acesso. Esta redução dos dados pode ainda ter benefícios no desempenho, nomeadamente através da redução do número de discos no sistema e dos bits que tem que atravessar o centro de dados, refere Evan Powell, Chief Executive Officer da Nexenta.
Adoptar a aplicação NexentaStor para deduplicação de dados pode libertar as organizações empresariais da dependência de plataformas de armazenamento proprietárias utilizadas para estas tarefas. Estes sistemas proprietários podem proliferar se existirem múltiplos sistemas de armazenamento num centro de dados.
A aplicação NexentaStor é comercializada através fabricantes de plataformas de armazenamento “caixa branca” que a integram no seu hardware. Um dos principais alvos da empresa são os prestadores de serviços de Internet que querem disponibilizar serviços na ‘nuvem, refere Evan Powell.
A aplicação VMDC 3.0 pode funcionar com os hipervisores de virtualização VMware, Citrix Xen e Microsoft Hyper-V, disponibilizando aos administradores dos centros de dados uma ferramenta para supervisionar estes ambientes e gerir o armazenamento de dados utilizados por estas aplicações. Adicionalmente, os administradores podem utilizar a aplicação VMDC para replicar um equipamento de secretária virtual que foi pré-configurado e será utilizado por múltiplos utilizadores.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado