Investimento em software de segurança ascenderá a 54 milhões

A crise económica parece não afectar a tendência de investimento em software de segurança de acordo com as previsões da IDC. Os novos desafios tecnológicos e o número crescente de ameaças são factores determinantes.

A IDC Portugal prevê que o investimento na deverá retomar o crescimento acelerado com taxas de crescimento de 8,8% em 2010 e 11,5% em 2011. “Uma maior criminalidade, a evolução tecnológica que aumenta a complexidade do ambiente informático e o aumento da regulamentação, com requisitos de negócio mais exigentes, são os três vectores que vão impulsionar o investimento em segurança mesmo num ambiente económico adverso” refere Gabriel Coimbra, Research & Consulting Director da IDC Portugal. Segundo o analista em Portugal a evolução do mercado de segurança reflecte as tendências europeias, embora com taxas de crescimento ligeiramente superiores.

Factores-chave para a evolução deste mercado (segundo a IDC):

– Multiplicação de ameaças derivadas da recessão económica (como comportamentos humanos, desinvestimento em áreas de suporte, etc.) e aumento da criminalidade;

– Incremento das exigências de conformidade regulamentar, por pressão não só de autoridades e reguladores, como de clientes e de um público mais activo.

– O papel crescente da informática como suporte de negócio, e a necessidade de garantir a segurança informática com menores recursos;

– Generalização dos modelos de negócio por subscrição;

– Aumento da utilização de soluções grátis e open source;

– Adopção crescente de serviços de segurança hospedados.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado