Intel anuncia nova geração de processadores Atom

A Intel anunciou a disponibilidade a nível mundial de três novos processadores Atom que apresentam gráficos integrados directamente no CPU para melhorar o desempenho e facilitar o desenvolvimento de uma nova geração de netbooks.

Pinetrail_chips_31Os principais fabricantes de equipamentos informáticos comprometeram-se a fabricar sistemas equipados com os novos processadores Intel Atom e um novo chipset complementar que irão estar disponíveis nas próximas semanas (ver texto).
A plataforma Atom é composta pelos novos processadores N450, D410 e D510 e pelo chipset NM10 Express. Enquanto que o novoAtom N450 será utilizado, em conjunto com o novo chipset para o desenvolvimento de netbooks, os novos Atom D410 e D510, juntamente com o chipset Intel NM10 Express . O processador Atom foi desenvolvido com o objectivo de permitir equipamentos de menor dimensão e de baixo consumo. O tamanho geral, incluindo o chipset, pôde tornar-se mais pequeno ainda graças à integração que permitiu o processo de fabrico de 45 nm, que facilita a criação de design de tamanho mais pequeno, mais compacto e que reduz os custos dos fabricantes de PC.

Forte crescimento do mercado
A Intel continua a observar um vasto apoio por parte do sector para a plataforma Atom, devido principalmente às elevadas vendas que os netbooks tiveram durante este ano de recessão, assim como o seu preço de aquisição, as suas prestações e o seu tamanho reduzido (com “ecrãs” entre 7” e 10”). Assim a Intel espera ver uma elevada adopção por parte do canal da plataforma Atom numa vasta variedade de netbooks e de equipamentos de desktop de utilização a preços bastante reduzidos, entre os quais se incluem equipamentos com um design ultra pequeno, equipamentos sem ventilador e sistemas multifunções de baixo custo.
Desde que a Intel anunciou os primeiros processadores Atom para netbooks e desktops de entrada de gama, o mercado cresceu com elevada rapidez. Desde o seu lançamento, a Intel distribuiu mais de 40 milhões de chips Atom para netbooks fabricados pelos principais fabricantes de todo o mundo. Neste mesmo período de tempo, as vendas de netbooks continuaram a aumentar e já se venderam mais unidades do que as do iPhone e de Apple ou das consolas Nintendo Wii. Segundo a ABI Research, prevê-se que o total dos processadores Atom distribuídos a todos os segmentos continue a aumentar até às centenas de milhões em 2011.
“O processador Intel Atom impulsionou a criação de uma nova categoria de informática ao longo do último ano e meio e pensamos que este crescimento vai continuar em dispositivos como os netbooks e os desktops de entrada de gama para computação básica e para Internet”, afirmou Mooly Eden, vice-presidente corporativo da Intel e director geral do Grupo de Clientes de PC na Intel.
ASUS, Acer, Lenovo, Dell, MSI, Toshiba, Samsung e Fujitsu são alguns dos mais de 80 fabricantes que anunciaram a intenção de lançar novos modelos baseados na nova plataforma Atom. Ainda que a maioria dos sistemas vão funcionar com o novo sistema operativo Windows 7* Starter ou o Home Basic Windows 7, vai oferecer-se aos utilizadores a possibilidade de eleger o seu sistema operativo com alguns OEMs a oferecer o SO MoblinTM Linux v2 como alternativa para aqueles consumidores que desejem optar por um interface de utilizador personalizado e diferenciado.
A distribuição mundial de netbooks por parte de empresas de telecomunicações como a T-Mobile, Vodafone, Orange entre outras está a aumentar e espera-se que este crescimento impulsione uma maior expansão.

Maior desempenho de aplicações de gráficos
A integração do controlador de memória e dos gráficos no CPU é uma das principais novidades incluídas na nova geração de processadores Atom. Tal significa que se utilizam dois processadores (CPU+chipset) em vez dos três anteriores (CPU, chipset e hub de controlador de entrada/saída). Tal permite a redução da temperatura, assim como diminuir em a dimensão e o consumo energético dos equipamentos.
O novo N450 é um processador Atom de um núcleo, com 512k de memória cache L2 e um TDP total de 7 watts, incluindo o chipset. Paralelamente, o D410 para desktops é um processador Atom com um núcleo com 512k de memória cache L2 e um TDP total de 12 watts, incluindo o chipset, e o D510 é um processador Atom de dois núcleos, com 1 mega de memória cache L2 e um TDP total de 15 watts, incluindo o chipset. Os novos processadores funcionam a 1,66 GHz.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado