TeliaSonera lança primeiro serviço comercial LTE

Novo serviço vai permitir velocidades de «download» entre 20 Mbps e 80 Mbps nos telefones móveis.

4g_lte_hO operador de telecomunicações móveis TeliaSonera anunciou a disponibilidade do primeiro serviço comercial baseado nas redes LTE (Long-Term Evolution) que irá entrar em funcionamento em Estocolmo e Oslo.
O novo serviço vai entrar em funcionamento hoje e terá um custo de 599 coroas suecas (cerca de 57 euros) por mês, mas até ao início do mês de Julho os utilizadores do serviço irão pagar apenas 4 coroas suecas (cerca de 40 cêntimos), anunciou Erik Hallberg , responsável da Mobility Services da TeliaSonera.
Actualmente, a TeliaSonera cobra entre 19,5 e 124,5 coroas suecas (entre 1,8 e 12 euros) pelo serviço de banda larga. Um modem está incluído na assinatura mais cara, mas tem um custo de 50 coroas suecas (cerca de 5 euros) por mês para os utilizadores da opção mais barata.
O tráfego de dados para estas assinaturas é de 1 Gb e de 10 Gb, respectivamente, quando comparado com 30 GB da assinatura dos serviços LTE.
Os assinantes deste novo serviço irão aceder à Internet através de um modem da Samsung, que está incluído no preço da assinatura. O equipamento apenas suporta a tecnologia LTE, pelo que os assinantes do novo serviço vão receber um 3G USB para aceder à Internet nas áreas que não tem cobertura do novo serviço.
As velocidades de «download» serão variáveis entre 20 Mbps e 80 Mbps, esclareceu Johan Wibergh , vice-presidente da Ericsson. Estas velocidades irão permitir o suporte HDTV em televisões de grande formato. A actual rede HSPA da Telia Sonera disponibiliza velocidades de 10 Mbps.

A Ericsson e a Huawei tem vinco a entregar equipamento à TeliaSonera. Amobos os fabricantes referem que as redes LTE em Oslo e Estocolmo são o primeiro serviço comercial a nível mundial. A Ericsson tem ainda contratos para fornecer a Verizon e a NTT DoCoMo, dois operadores que deverão anunciar a disponibilidade de serviços LTE a curto prazo.
É expectável que as tecnologias LTE venham a ser a próxima norma de tecnologia de banda larga móvel e os operadores iniciaram a migração das suas redes. Segundo dados da Global Mobile Suppliers Association (GSA), o«utras 17 redes LTE deverão estar operacionais até final de 2010nos Estados Unidos, Canada, Japão, Noruega, Coreia do Sul, África do Sul, Suécia, Arménia e Finlândia and Finland.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado