Tráfego telefónico cai 3,4% no terceiro trimestre

O tráfego telefónico – voz, Internet e VoIP – registou uma quebra superior a 3,4% no decorrer do terceiro trimestre deste ano. Com efeito, e de acordo com os dados publicados pela Anacom, o número de minutos de conversação foram ligeiramente superior

E esta diminuição foi comum a todos os segmentos analisados pela Anacom. Assim, enquanto o tráfego de voz ultrapassou 1,8 mil milhões de minutos, o que equivale a uma quebra ligeiramente inferior a 3% relativamente ao trimestre anterior, o tráfego de acesso à Internet registou uma diminuição bastante mais acentuada (15%) relativamente ao segundo trimestre deste ano. Por outro lado, e ainda segundo os dados disponibilizados pela Anacom, o tráfego VoIP nómada registou uma quebra superior a 11,6% relativamente ao trimestre anterior.
A comparação com o período homólogo evidencia uma quebra muito menos acentuada do tráfego total (0,4%). Enquanto o tráfego de voz registou um crescimento de 0,3%, o tráfego de acesso à Internet evidenciou uma quebra muito mais pronunciada (33%). Situação idêntica foi observada pela Anacom no tráfego de VoIP nómada (2,6%).
Os dados disponibilizados relativamente ao número de chamadas evidenciam igualmente uma quebra na generalidade dos segmentos analisados pela Anacom. Assim, o número de chamadas totais realizadas no decorrer do terceiro trimestre foi superior a 617 milhões de chamadas, o que representa uma quebra ligeiramente inferior a 4%. A análise mais detalhada evidencia que, com excepção do tráfego de acesso à Internet que registou um crescimento de 1,7%, quer o tráfego de voz, quer o tráfego de VoIP nómada registaram quebras de 3,7% e de 11,9%, respectivamente.

Acessos telefónicos
O número de acessos telefónicos existentes no decorrer do terceiro trimestre era ligeiramente inferior a 4,2 milhões de acessos telefónicos, o que corresponde a um crescimento ligeiramente inferior a 1% relativamente ao trimestre anterior. Os dados disponibilizados pela Anacom permitem-nos ainda verificar que, enquanto que os acessos instalados a pedido dos clientes registaram um crescimento 1%, os acessos RDIS registaram uma quebra de 1,2%. Por outro lado, os acessos telefónicos GSM registaram um crescimento de 1,6% relativamente ao trimestre anterior. A comparação com o período homologo evidencia uma realidade semelhante.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado