Gartner calculista sobre 2010

O Gartner, que está cautelosamente optimista sobre a evolução do mercado em 2010, prevê agora que a produção de PC atinja os 336,6 milhões de unidades, o que representa um crescimento de 12,6 por cento face a 2009.Contudo, na opinião de George Shiffler, a procura de PC por parte do mercado empresarial não vai acelerar antes do segundo semestre.

O analista acredita, ainda, que as receitas provenientes da venda de PC voltarão aos crescimentos em 2010, altura em que o Gartner prevê uma subida na facturação de 2,6 por cento, sendo no entanto que o volume de negócios total será condicionado pelo sentimento de precaução por parte dos consumidores, face ao risco de mais problemas na economia mundial.

“Os clientes têm procurado comprar computadores que sejam ‘suficientemente bons’ ao preço mais baixo que conseguem encontrar, e como resposta a este comportamento os fabricantes têm tentado crescer no mercado baixando ainda mais os seus preços”, constata Shiffler.

Por isso mesmo, e “dada a dinâmica competitiva do mercado, não veremos a facturação resultante da venda de PC a crescer tão cedo. Como resultado, o crescimento da produção em termos de valor de mercado vai ficar atrás do crescimento em número de unidades no próximo ano e nos seguintes”, acredita o analista.
As vendas de portáteis deverão crescer em 2010 cerca de 21,2 por cento, para os 196,4 milhões de unidades, em grande parte devido ao crescimento de 41,4 por cento esperado nas vendas de netbooks, totalizando os 41 milhões de unidades.

Mas George Shiffler acredita que o crescimento nas vendas de netbooks deverá começar a abrandar, à medida que aumenta a concorrência proveniente de outros dispositivos móveis, como os smartphones e smartbooks com processadores ARM.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado