Banca poupa até 100 milhões de dólares com outsourcing

Um estudo realizado pelo Grupo Everest, indica que o outsourcing da função de compras pode poupar entre cinquenta e 100 milhões de dólares por ano a uma entidade financeira. O outsourcing de compras é considerado uma mina de ouro pelas instituições de serviços financeiros, dado o significativo nível de poupança que representa, de acordo com as palavras de Katrina Menzigian, vice-presidente do Everest Research Institute.

A consultora realizou um estudo, intitulado “o Outsourcing de Compras nos Serviços Financeiros”, no qual foi avaliado um total de 17 dos principais fornecedores de serviços desta área em todo o mundo: de Wall Street a Martin Place. Como parte do estudo, o Grupo Everest analisou os contratos plurianuais que implicavam o outsourcing de três ou mais actividades, da contratação ao pagamento.

 

Segundo a consultora, as entidades de serviços financeiros normalmente utilizam um serviço de outsourcing para ajudar a atingir os seus objectivos de redução de custos e para melhorar a sua rentabilidade nos investimentos realizados em tecnologia. Do mesmo modo, o outsourcing de compras pode fomentar a eficácia de uma maior centralização, já que as operações de compra das principais entidades financeiras estão, normalmente, demasiado fragmentadas por unidades geográficas e comerciais.

“A nossa investigação indica que o outsourcing desta função pode poupar a uma entidade da área dos serviços financeiros entre cinquenta e cem milhões de dólares ao ano”, sublinha Menzigian.  De acordo com o estudo, a Accenture é a empresa líder em outsourcing de compras dentro do sector dos serviços financeiros. Segundo André Villa, responsável pelos serviços financeiros da Accenture, “a nossa experiência indica-nos que mesmo as instituições financeiras melhor geridas podem obter importantes poupanças acumulativas através de novas estratégias operativas e do outsourcing de processos de negócio (BPO)”. Na opinião deste responsável, “estes serviços optimizam os acordos do fornecedor, automatizam os processos e potenciam o cumprimento das normas de gastos e facturação das organizações”.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado