BPO valerá perto de 40% do negócio da Xerox Global Services

Em três anos, perto de 40% da facturação da unidade de serviços da Xerox , a Global Services – cujo volume de negócios ascende a 18 milhões – estará ligada à prestação de serviços de BPO, de acordo com o director da organização Marcos Lessa. O responsável apresentou hoje uma solução de serviço de gestão documental e de processos, direccionado para o mercado das PME: chama-se Paperless Box. Consiste numa solução assente na web baseada em software e serviços, que centraliza o processamento de documentos sem as complicações de instalações software e hardware.

Já em 2009, o executivo espera um crescimento de 2% no referido segmento, e em três anos espera atingir uma facturação de três milhões de euros associados à referida oferta – incluindo um projecto de grandes dimensões de gestão de multas. A estratégia da Xerox, segundo Marcos Lessa, será oferecer ferramentas de gestão documental e de processos a preços mais baixos “numa abordagem de serviços, segundo uma lógica de pay per use”.
Os serviços Paperless Box estão estruturados em três níveis – Light, Plus e Professional (ver descrição mais abaixo) –, contemplando o processamento uma número de documentos a partir de 200. A tabela de preços parte dos 150 ou 180 segundo responsáveis da Xerox.
Como uma das principais características diferenciadoras o director do negócios de outsourcing da Xerox Global Services, Miguel Nunes, aponta o facto de a oferta não exigir investimento inicial, com flexibilidade para gerir excedentes. Além disso, a taxa fixa é paga durante o tempo de duração do contrato (12, 24 ou 36 Meses).

 

Pode assentar num modelo ASP

 

Por outro lado, trata-se de uma solução centrada nos processos, e contempla o processamento nas empresas e fora da empresa, assente num modelo ASP. Dessa forma será possível fazer facilmente uma centralização do processo de gestão documental. A Xerox promete ainda que a solução pode ser implementada usando a infra-estrutura disponível nas empresas.

E segundo Miguel Nunes, a solução foi desenvolvida para poder alimentar com dados dos documentos, outros sistemas como ERP, entre outras aplicações de gestão. A integração com outras soluções e sistemas de parceiros é assegurada com a utilização de ficheiros XML e PDFA.
Nas modalidades mais avançadas a Xerox responsabiliza-se igualmente pela gestão do arquivo fisico e pelo processamento integrados das facturas electrónicas recebidas pelos clientes.
Para Marcos Lessa, o negócio será desenvolvido com os parceiros: assim o responsável revelou como o fabricante já trabalha com três empresas de arquivo, e revelou ainda que a solução foi apresentada a 30 parceiros. Dentro de três é muito provável que a oferta tenha sido aperfeiçoada.


PaperLESS BOX Light

•    Recepção de imagens em PDF ou TIFF, dos documentos digitalizados pelo cliente;
•    Extracção de elementos para classificação dos documentos (por tipologia: factura, recibo, etc.);
•    Indexação dos Documentos;
•    Extracção de dados;
•    Arquivo da informação num sistema de gestão documental e disponibilização no Portal p/ Consulta;
•    Envio de relatório periódico (a periodicidade é definida com o cliente) dos dados extraídos para o Cliente ou directamente para o seu gabinete de contabilidade;
•    Custódia dos Documentos em Papel;

PaperLESS BOX Plus

•    A Xerox é responsável pelo levantamento/recolha dos documentos nas instalações do cliente;
•    E realiza o processo de digitalização dos documentos;
•    Em casos excepcional o cliente pode digitalizar nos MFD Xerox alguns documentos;

PaperLESS BOX Professional
•    Os documentos contabilísticos dos clientes passam a ser endereçados para um apartado do cliente, mas gerido pela Xerox;
•    Em casos excepcional o cliente pode digitalizar nos Multifuncionais Xerox alguns documentos;
•    A Xerox disponibiliza ainda, um serviço de construção de Workflows de aprovação de documentos contabilísticos;




Deixe um comentário

O seu email não será publicado