E-Mail está a criar dependência entre os utilizadores profissionais

O crescimento do volume do correio está a deixar os utilizadores profissionais cada vez mais dependentes tecnologia, revela um estudo realizado pela Dynamic Markets, por solicitação da Symantec.

A utilização do correio electrónico pode ser viciante. Com efeito, o volume de correio electrónico cresceu 47% nos últimos doze meses, deixando os utilizadores dependentes da tecnologia do correio electrónico, revela um estudo encomendado pela Symantec e realizado junto de 1700 profissionais, colaboradores e gestores de Tecnologias de Informação, em toda a EMEA (Europa, Médio Oriente e África).


 


Segundo o estudo realizado pela Dynamic Markets, muitos profissionais têm agora de despender mais de meio dia, a cada dia, na gestão da caixa de correio electrónico. O estudo, desenvolvido para conhecer e perceber os assuntos relacionados com o aumento dos níveis de utilização do correio electrónico, foi efectuado a 1.700 utilizadores e gestores de TI em toda a Europa, Médio Oriente e África.


 


O estudo revelou que o correio electrónico domina o dia de trabalho, sendo que 52% dos inquiridos despendem duas horas por dia, o equivalente a um dia de trabalho numa semana, a ler, responder e escrever mensagens. Por outro lado, uma percentagem de 15% ocupa quatro ou mais horas por dia, o equivalente a meio dia de trabalho.


 


Por outro lado, a dedicação ao correio electrónico prolonga o dia de trabalho, com 54% de todos os colaboradores a consultar as suas mensagens antes das 9 horas da manhã (alguns às 6 horas da manhã) e a maioria a efectuar a última consulta no final do dia pelas 5 horas da tarde (porém alguns consultam mais tarde, como por exemplo à meia noite).


 


O estudo também revela que volume de correio electrónico continua a crescer – 91% – entre os gestores de TI. Assim, revela que o volume do tráfego de correio electrónico em toda a empresa aumentou nos últimos 12 meses a uma média de 47%, o que significa um aumento de 200% na maioria das empresas com 500 colaboradores ou mais.


 


Em casos extremos, alguns colaboradores enviam mais de 350 mensagens de correio electrónico por dia e recebem mais de 450. Por outro lado, o email continua a ser uma ferramenta de negócio essencial. Assim, os colaboradores utilizam o correio electrónico para actividades de negócio incluindo a confirmação de detalhes de reuniões (74%), gestão de informações de contacto (62%), pesquisa de documentos (74%) e delegação de tarefas (46%).


 


 


E-mail móvel também em alta


 


O estudo também revelou alguns resultados interessantes relacionados com a utilização de correio electrónico móvel. Assim, 31% dos inquiridos utilizam um dispositivo móvel para aceder ao correio sendo que a maioria, 72%, consulta as suas mensagens fora do escritório em situações não relacionadas com trabalho.


 


O correio electrónico móvel parece ter tido um maior impacto nas vidas dos utilizadores, como os seguintes: 34% dos inquiridos consulta o correio quando se levantam de manhã e 30% consulta à noite, sendo a última coisa que faz, e 65% dos inquiridos que consultam o correio móvel utilizam o seu dispositivo móvel para tarefas relacionadas com o trabalho quando passam tempo com os seus colegas e familiares e amigos próximos.


 


Por fim, 40%o dos utilizadores do correio móvel consultam o correio profissional enquanto estão de férias e 38% em situações de doença.
Contudo, o estudo identificou algumas atitudes muito positivas em relação ao correio
electrónico móvel.


 


Enquanto 27% dos inquiridos afirmaram que consultar o correio fora de horas aumenta o stress, uma percentagem significante de 23% disse também que diminui. Já 43% dos que consultam o correio móvel acreditam que o acesso fora do escritório aumenta a eficiência.


 


Surpreendentemente, talvez, uns significativos 75% acreditam que essa é a sua responsabilidade, e não dos empregadores, manter a utilização do sistema de correio sob controlo.


 




Deixe um comentário

O seu email não será publicado