Joyce Fernandes, Microsoft

A Microsoft tem a vantagem de ser uma empresa global. Isto é, tem um portfolio considerável, que passa pelos sistemas operativos, ferramentas de produtividade, bases de dados, ferramentas para fazer a gestão de infra-estruturas.

Somos um produtor de tecnologias. E esse factor diferencia-nos. Ao mesmo tempo somos um dos produtores de tecnologias com um índice de investimento em investigação e desenvolvimento significativo, o que nos faz ter a capacidade para permanentemente inovar.


 


Essas inovações são no sentido do aumento da produtividade. Posso dar um exemplo. Estamos muito perto de ter um produto servidor que faz reconhecimento de voz, que vai possibilitar um interface com o utilizador sem ter necessidade de recorrer a um teclado.


 


Por um lado, isto vai permitir que cidadãos com deficiências motoras sejam agentes de mudança neste processo de massificação da sociedade de informação, combatendo também a parte da exclusão.


 


Um ponto importante é a capacidade para criar produtos e tecnologia, capacidade para investir em investigação e desenvolvimento, o que tornará a tecnologia mais apelativa, por outro lado a Microsoft como empresa multinacional que detém um vastíssimo grupo de parceiros que desenvolve aplicações específicas para a área da saúde.


 


A Microsoft tem a capacidade para mobilizar todos esses fabricantes e disponibilizar as melhores soluções existentes e transportá-las para Portugal ou vice-versa, ou pegar em parceiros portugueses, parceiros tecnológicos que tenham desenvolvido soluções para a saúde e replicá-las para os PALOP ou para o Brasil, para locais onde a língua não é uma barreira.


 




Deixe um comentário

O seu email não será publicado