UMIC avança para Registo Nacional de Fornecedores

As empresas que pretendam ser fornecedoras do Estado Português podem concorrer até final de Setembro

A Unidade de Missão Inovação e Conhecimento (UMIC) lançou um concurso público nacional para o desenvolvimento do Registo Nacional de Fornecedores (RNF), uma solução informática que tem como objectivo ser um repositório central de fornecedores do Estado, que permita optimizar o seu relacionamento com a Administração Pública.


 


Para além das poupanças e ganhos estruturais inerentes ao futuro registo, destaca-se o aumento de transparência em todo o processo aquisitivo da AP.


 


Com esta ferramenta, as entidades que participam em concursos públicos do Estado terão que entregar as suas demonstrações financeiras e todos os documentos para concursos uma única vez durante a validade dos mesmos e não sempre que se realize um procedimento de aquisição pública.


 


O RNF permitirá centralizar os dados, conduzindo a uma avaliação mais rigorosa dos fornecedores e à agilização de todo o processo aquisitivo.


 


A UMIC lançou também lançou duas linhas de financiamento para que 4200 escolas do ensino pré-escolar sejam equipadas com computadores, software educativo e impressoras.


 


A Internet de banda larga vai ser outra das inovações aplicadas nas bibliotecas, ludotecas, museus e arquivos municipais.


 


A abertura das duas linhas de financiamento teve origem no âmbito do protocolo de Cooperação entre a UMIC e a Associação Nacional de Municípios Portugueses, como parte da iniciativa Nacional para a Banda Larga.


 


Esta estabelece como prioridade do Governo o aumento do número de postos públicos de acesso à Internet.


 


O investimento total no projecto é de €8.680.000, sendo que €5.642.000 (65%) provêm do Orçamento de Estado e de Fundos Estruturais, cabendo às autarquias financiar os restantes 35%.


 




Deixe um comentário

O seu email não será publicado