Hacker suspeito de danos acima de 400 mil euros

O cidadão português é presumível autor de cibercrimes para obter vantagens financeiras, com acesso a contas bancárias.

PJ - CMLisboaA Polícia Judiciária deteve um indivíduo por suspeitas de prática dos crimes de burla informática, falsificação, acesso ilegítimo e branqueamento de capitais. A investigação da Unidade Nacional de Combate ao Cibercrime e à Criminalidade Tecnológica (UNC3T), presume que o homem de 31 anos seja responsável por danos de valor acima dos 400 mil euros.

O hacker é suspeito de manipulação de dados sobre transferências bancárias, acesso ilegítimo a sistemas de correio electrónico dos ordenantes das operações.

De acordo com uma nota da PJ, o modo de operação envolvia abertura de contas em instituições bancária, com recurso a identidades falsas e apurou-se que os danos causados ascendem a mais de quatrocentos mil euros.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado