4 startups portuguesas financiadas em crowdfunding

Tradiio, Climber Hotel, eSolidar e Agroop pertencem ao grupo de nove startups portuguesas recorreram à plataforma de crowdfunding Seedrs em 2016.

Filipe Portela, director de Desenvolvimento de Negócio, Seedrs

Filipe Portela, director de desenvolvimento de negócio, Seedrs

Nove empresas portuguesas recorreram à Seedrs, em 2016, para angariar financiamento para os seus projectos. As campanhas concluídas “com sucesso”, através da plataforma europeia de angariação de fundos em crowdfunding  foram as da Tradiio, da Climber Hotel, da eSolidar e da Agroop.

O conjunto destas quatro empresas angariou 1,08 milhões de euros, com aquela da gestora da plataforma portuguesa de “streaming” a registar a “maior campanha portuguesa de sempre”, segundo a Seedrs.

No total, o montante angariado pelas empresas portuguesas atingiu 1,6 milhões de euros. Estão ainda a decorrer três operações de empresas portuguesas: a Wine With Spirit, a OncoStats e a Marmita que, à data do balanço, reuniam cerca de 520 mil euros.

Se estas três rondas de financiamento terminarem com sucesso, o valor global final financiado poderá ascender a dois milhões de euros, segundo avança a Seedrs. Pelo caminho ficaram duas campanhas que acabaram por não conseguir financiamento.

Os 1,6 milhões de euros das campanhas portuguesas representaram quase 2% dos 100 milhões de euros gerados com todas as iniciativas dos últimos doze meses na plataforma.

O número, que inclui apenas o valor das campanhas terminadas com sucesso e em curso, “ganha dimensão quando comparado com todos os investimentos feitos através da Seedrs. Assim, os 1,6 milhões de euros das campanhas portuguesas representaram quase 2% dos 100 milhões de euros gerados em todas as campanhas que decorreram nos últimos doze meses na plataforma”, avança a organização em nota à imprensa.

O “equity crowdfunding” é uma fonte alternativa de financiamento a que recorrem cada vez mais empresas portuguesas e investidores, confirma Filipe Portela, director de desenvolvimento de negócios da Seedrs.

O responsável acrescenta ainda que “o peso das campanhas portuguesas tem vindo a aumentar de ano para ano, facto que resulta da evolução muito positiva que o empreendedorismo tem tido em Portugal e da existência, cada vez maior, de startups portuguesas com destaque internacional”.

Em 2015, foram realizadas três campanhas de empresas portuguesas, das quais duas foram concluídas com sucesso e com um montante financiado total de 217 mil euros.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado

14 − 1 =