Cisco vai encerrar plataforma de Intercloud Services

O fabricante quer encerrar um serviços de cloud pública em Março de 2017.

ruptura_de_cloudA Cisco deverá desactivar a sua plataforma interna de cloud computing pública, Intercloud Services (CIS) a 31 de Março de 2017, assumindo um prejuízo de mil milhões de euros no processo, de acordo com vários meios. O sistema baseado em tecnologia Openstack faz parte da rede de cloud computing global Intercloud.

O site “The Register” avançou na quarta-feira ter visto uma mensagem de um vice-presidente da Cisco para cloud computing, Kip Compton, dirigida ao pessoal de marketing e comunicações da empresa Cisco, anunciando o encerramento.

Em declarações para a CRN (EUA), a Cisco confirmou ter comunicado internamente que iria descontinuar uma das suas plataformas internas de cloud. Os volumes de trabalho afectados vão para outras plataformas, acrescentou.

“O mercado de cloud computing mudou consideravelmente nos últimos dois anos e muitos de nossos clientes estão a pedir à Cisco para ajudá-los a desenvolver estratégias de cloud capazes de impulsionar as suas transformações digitais … Não esperamos ter problemas materiais com clientes como resultado dessa transição”, dizem as declarações.

A Cisco não foi capaz de manter-se a par de fornecedores cloud pública dominantes, como a AWS.

O fabricante de equipamento de redes e computação lançou o serviço de cloud em Setembro de 2014. Na altura o seu vice-presidente sénior de vendas globais de cloud, Nick Earle, afirmava que a empresa queria que os seus parceiros de serviços geridos e sistemas de informação SI tivessem uma plataforma de cloud unificada e internacional que pudessem revender.

Interessava oferecer também disponibilizar soluções adaptadas geograficamente, mantendo dados críticos (ou vinculados por lei) nos diversos países. No entanto, a empresa não foi capaz de manter-se a par de fornecedores cloud pública dominantes, como a AWS.


Tags


Deixe um comentário

O seu email não será publicado

4 × 2 =